Ir para o conteúdo

sexta-feira, 15 de outubro de 2021

Artigos

Brasileira Rosita Paiva tem processo de beatificação autorizado

A Congregação para as Causas dos Santos autorizou a abertura do processo de beatificação e canonização da brasileira Rosita Paiva, fundadora do Instituto Josefino, que morreu em 1991. O anúncio foi feito pela arquidiocese de Fortaleza (CE), em uma circular publicada no dia 18 de maio.
Segundo a superiora do Instituto, irmã Maria Bernardete Gonçalves de Paula, a notícia “foi uma grande alegria” não só para as religiosas, mas “para todas as pessoas que conheceram” a agora serva de Deus Rosita Paiva, já que a fundadora morreu há apenas 30 anos e muitas pessoas que conviveram com ela estão vivas.
“Para nós, representa o reconhecimento da vida de santidade daquela que é a nossa mãe espiritual e isso nos incentiva a trilhar o caminho dela”, disse à ACI Digital.
Segundo irmã Bernardete, após a autorização de abertura do processo, foi instituído o Tribunal Eclesiástico no dia 11 de fevereiro e agora “o arcebispo fez o anúncio para todas as paróquias, com a carta circular do dia 18 de maio, pedindo também a divulgação”.
Em seu site, a arquidiocese de Fortaleza afirmou que é uma alegria “gerar testemunhos de santidade para a Igreja de Cristo” e solicitou que quem tiver graças alcançadas pela intercessão da serva de Deus Rosita Paiva entre em contato com padre Antonio Carlos do Nascimento, Juiz Delegado da Causa, na Cúria Metropolitana de Fortaleza.

Compartilhe: