Ir para o conteúdo

sábado, 01 de abril de 2017

Artigos

Através de questionário online, jovens contribuirão com Sínodo dos Bispos

A secretaria do Sínodo dos Bispos sobre a juventude vai divulgar um questionário na internet, dirigido aos jovens para escutar a todos, mesmo “os mais distantes da Igreja”.
Este segundo questionário é aguardado desde janeiro deste ano, quando foi divulgado o documento preparatório para o sínodo.
Os dois questionários fazem parte de um processo de consulta que culminará na redação do instrumento de trabalho para a 15ª assembleia ordinária do Sínodo dos Bispos, convocada pelo Papa Francisco para outubro de 2018, sob o tema: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional’.
Em entrevista à Agência Ecclesia, o responsável pela seção da Juventude do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, da Santa Sé, padre João Chagas, falou sobre a relevância deste questionário online, que será divulgado em meados de maio.
“Poderíamos utilizar este questionário para ir ao encontro dos jovens e perguntar o que pensam da Igreja, da fé, da vida e, quem sabe, através dessas perguntas, começa um diálogo”, afirmou o sacerdote.
Para o padre João Chagas, não é possível construir uma teoria sobre a juventude sem interpelar os “mais diretos interessados na questão”. “Os jovens não podem ser estudados como se fossem um animal de estimação. É preciso entrar em contato com eles”, sublinhou.
O responsável pela seção da Juventude na Santa Sé indicou que o diálogo com os jovens deve acontecer “no mundo onde eles estão”, utilizando por isso a internet para recolher suas opiniões. “Quanto mais pessoas pudermos escutar, melhor. Depois o importante é que se faça um bom trabalho de síntese”, concluiu o padre João Chagas.
O sacerdote participa de um simpósio promovido pelo Conselho das Conferências Episcopais da Europa (CCEE) em Barcelona (Espanha) sobre o acompanhamento dos jovens e o discernimento vocacional. Com o tema ‘Acompanhar os jovens a responder livremente ao chamamento de Cristo’, o simpósio reúne 275 participantes de 37 países da Europa, incluindo Portugal, que procuram respostas para a presença da Igreja Católica junto à juventude.
Fonte: Canção Nova

Compartilhe: