Ir para o conteúdo

sábado, 22 de março de 2014

Artigos

Até nossa arides é boa para Deus

Quando as contrariedades do dia a dia, nos perturbarem a paz e a alegria que normalmente sentimos quando tudo vai bem, a gente procura-se concentrar  no amor e n bondade de Deus para conosco, porem não conseguimos. Iniciamos uma oração e logo concluímos que não estamos rezando coisa nenhuma; que não estamos fazendo nada ; que estamos enrolando ou perdendo tempo.
Nessas ocasiões de busca incessante, de desorientação de desilusão, de ansiedade, que sentimos a alma dolorida, cansada, faminta da graça de Deus, devemos confiar na Misericórdia Divina e nos esforçarmos para sentir, no profundo de nosso ser, a certeza da Paternidade e do grande Amor do Senhor por nós. Mesmo que em nosso interior só haja aridez, sombra, silencio, vazio, ofereçamos tudo isso, ou mesmo isso a  Deus, com toda  generosidade e, pacientemente esperamos que o Senhor nos socorrerá.
 Em tais circunstâncias, mesmo sem determinar o eu efetivamente aspiramos Deus nos proverá das nossas necessidades e a paz e a alegria retornarão às nossas vidas.
Confiemos sempre e generosamente  nos entregue-mos a Deus, em quaisquer circunstâncias, pois eu Ele sempre nos agraciará com  suas bênçãos, em nossas necessidades.

Compartilhe: