Ir para o conteúdo

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Artigos

Apelo à população de Barretos

Em nome de toda a Igreja de Barretos quero manifestar a nossa preocupação diante do comunicado da Santa Casa de Misericórdia de Barretos sobre a suspensão dos atendimentos emergenciais de adultos que revela a gravidade do momento que passamos com a transmissão da Covid-19.
Sei do esforço da Santa Casa neste período para socorrer e oferecer aos pacientes os recursos necessários para que possam recuperar a saúde.
Quero, em meu nome e em nome de toda a Diocese de Barretos, agradecer à administração, ao corpo clínico e funcionários da Santa Casa que, certamente neste momento, sofrem por não ter condições de receber novos pacientes, tendo em vista a lotação da UTI e do Gripário, pelo trabalho realizado em todo o tempo da pandemia.
Mas, a falta de leitos disponíveis demonstra a gravidade da situação que vivemos, e a necessidade de reforçar os cuidados para evitar aglomerações, o uso do álcool gel, o distanciamento em espaços públicos e sobretudo o uso de máscaras.
Como muitos municípios vizinhos, a situação hospitalar vivida tem criado filas de espera para uma vaga nas UTI’s, e mesmo nas enfermarias já tem levado as autoridades a declararem estado de calamidade pública.
Em nome de Deus, peço a todos os homens e mulheres de boa vontade que procuremos superar nossas diferenças político-partidárias, de grupos e de nossas desavenças pessoais, para nos unirmos numa grande corrente de solidariedade para ajudar os mais vulneráveis; pois o pior inimigo não é o vírus, mas o egoísmo que gera indiferença diante da dor dos nossos semelhantes.
São muitas as famílias que choram a perda dos seus entes queridos, são muitos os lares onde falta o pão de cada dia, são muitas as crianças que acordam para a vida assustadas com este mundo doente e padecem por causa do medo e da fome.
Enquanto Bispo de Barretos digo que nossas comunidades imploram a Deus que ocorram o mais breve possível os testes rápidos e a vacinação de toda população; ao mesmo tempo nos colocamos à disposição para contribuir com as autoridades e o povo em geral para, onde for possível, socorrer os mais necessitados
Neste domingo celebraremos a festa do Patrono da nossa Diocese, o Divino Espírito Santo. Nós celebraremos invocando ao Divino Espírito a cura, o conforto, a força, a fraternidade e a superação de tudo o que possa impedir que estejamos em comunhão solidária para vivermos e superarmos este momento tão difícil que vivemos.
Deus abençoe a todos nós!
Barretos, 21 de maio de 2021.

Dom Milton Kenan
Júnior
Bispo de Barretos.

Compartilhe: