Ir para o conteúdo

segunda-feira, 23 de maio de 2022

Artigos

Ameaça à saúde global: Brasil tem terceiro caso de Candida Auris confirmado

Superfungo tem resistência aos antibióticos e é resistente a diversos tipos de desinfetante

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirmou que o Brasil vive o terceiro surto de Candida Auris de sua história. O superfungo permanece nos ambientes por longos períodos e não é combatido mesmo com o uso de vários desinfetantes, além de ser resistente a antibióticos e outros tratamentos.
O primeiro caso confirmado está em Recife, onde o hospital já tomou medidas especiais de isolamento. Outros casos estão em investigação. O cenário é preocupante e a própria Anvisa chama a Candida Auris de “ameaça à saúde global”, já que ela pode causar infecção na corrente sanguínea e outras complicações que podem ser fatais, principalmente em imunodeprimidos e pessoas com comorbidades.
Mesmo com os números de infectados parecendo serem “pequenos”, a Anvisa considera como surto, pois trata-se de um microrganismo novo na epidemiologia do país. Neste momento, a força-tarefa nacional foi acionada para que o monitoramento, prevenção e controle do superfungo sejam intensificadas. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária também pediu maior vigilância laboratorial e notificação dos casos suspeitos ou confirmados à Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH).

Compartilhe: