domingo, 25 de outubro de 2020

Artigos

A VIDA

Bom Dia Barretos.

Em menos de um mês perdi 2 grandes amigos, o Gonzaga para o covid-19 e agora o Renatinho para o infarto. Gonzaga dedicou a sua vida a cuidar de crianças e por elas era amado. Renatinho viveu no mundo das comunicações, fez um jornalismo honesto com um olhar voltado para o ser humano e dedicou sua vida a servir ao próximo, deixando milhares de amigos. Agora no plano espiritual irão colher os frutos de seus plantios terreno. Fiquei a meditar na precariedade da nossa vida terrena, mas lembrei-me também de que estamos aqui só de passagem e que a nossa morada definitiva é a casa do Pai no plano espiritual. Daqui não levamos nenhum bem material, mas as nossas boas ações nos acompanharão o que nos dá certeza de que os dois amigos estarão felizes na casa do Pai. A vida terrena é muito curta, mas dura o tempo necessário para domarmos nossos instintos, apararmos nossas arestas, razão pela qual nos encarnamos, além de exercitarmos a pratica do amor e da caridade. O tempo de nossa existência terrestre varia conforme o que viemos aqui fazer, por isso o nosso tempo de vida é tão variável, mas ninguém volta à casa do Pai sem completar sua missão terrena, o que nos dá certo conforto espiritual apesar da tristeza que nos traz o sentimento de perda. É como se estivéssemos deixado nossa casa para completar os estudos numa cidade grande e terminado o curso estamos retornando ao lar. Por isso durante nossas vidas devemos reservar um tempo para nossas orações, conversarmos espiritualmente com nosso anjo da guarda, e reforçarmos dia após dia nossa fé. Não podemos esquecer que somos filhos de um Deus amoroso que compreende nossas fraquezas e nos perdoa pelos deslizes, mas também é justo esperando de nós a atenção e o respeito que devemos aos nossos pais. Vocês amigos, cumpriram com louvor suas missões, e agora desfrutam das bênçãos de DEUS.

Bom Dia Barretos.

Compartilhe: