Ir para o conteúdo

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Artigos

A VERDADEIRA PAZ

Tentações, jejuns, incompreensões, orações, desconfianças, perseguições, traições, dor julgamento injusto, morte como bandido; assim foi exteriormente a existência de Jesus – tumultuada e sofrida – enquanto a sua vida interior foi de puro amor, de grande paz.
Até o final de seu martírio, Jesus demonstrou que tudo fez por nós, por amor/ para nos legar a Paz que Ele vivia, para nos deixar a Sua Paz.
A Paz que o Senhor quer dar, ainda hoje, não é a da aceitação indiferente de toda tribulação que possa se abater sobre nós, não é a da falta de disposição para combater o mal; não é ainda a do adiamento de um combate ou a fuga de um enfretamento justo às mais diversas tentações.
A Paz que Jesus desde o inicio dos tempos que no dar é  a do descanso em Seus braços: “Vinde a mim os que estão cansados e acharão descanso – Vim para os fracos, pecadores, enfermos – Eu ajudo vocês a carregar suas cargas…”
A Paz que o Senhor quer nos dar não é aquela de um quarto deserto e silencioso, de um templo árido e vazio, Jesus quer nos dar a Paz de um coração profundamente confiante e assentado em Deus.

Compartilhe: