segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Artigos

A responsabilidade do empresário na época do coronavírus

Vivemos um momento totalmente atípico no mundo, onde mais do que nunca valores como ética, responsabilidade, transparência e respeito se fazem necessários e imperiosos. Todos deveriam fazer a sua parte, pensando no todo, na responsabilidade do País como Nação.
Nós, da KRJ, não estamos medindo esforços físicos e financeiros que assegurem a segurança, a saúde e o bem estar de nossos colaboradores para a continuidade das atividades em nossa linha de produção. Temos como objetivo salvaguardar a nossa responsabilidade com nossos clientes, conscientes do papel estratégico que temos na cadeia do setor de distribuição de energia elétrica e também com os nossos colaboradores. Confesso que não tem sido fácil conciliar esses elementos, pois temos ainda nesta equação nossos fornecedores, com os quais temos adotado uma postura de transparência, assumindo um compromisso de honrar com assiduidade os pagamentos para com eles, não renegociando nenhum item acordado, não faltando com responsabilidade e nem com o devido cuidado com nossos colaboradores, entretanto, necessitamos contar com a mesma reciprocidade de nossos clientes.
Na conjuntura atual, a quebra de um destes elos da corrente seria uma atitude pouco inteligente e destruiria a cadeia produtiva de distribuição de energia elétrica.
Para compreenderem as consequências de uma ação equivocada em nossa cadeia, façamos uma análise: os grandes consumidores de energia pressionam para que seus contratos de compra de energia sejam revistos; os consumidores de baixa renda solicitam que suas contas sejam suspensas; em paralelo as distribuidoras de energia elétrica, nossos clientes, a cada dia nos cobram a continuidade da produção, o que é extremamente preocupante, pois se nossos clientes não recebem as tarifas e se revisam os contratos de energia contratada, há a consequente perda de receita, ou seja, quebra de contrato em toda a cadeia, gerando uma total insegurança financeira e jurídica no setor. Usando uma figura de linguagem toda moeda tem duas faces / lados e para toda a ação ha uma reação / consequência.
A situação requer muita sabedoria e responsabilidade, pois teremos perdas, prejuízos, mas a crise do coronavírus vai passar. Tudo passa e agora não será diferente. Por isso fazemos um apelo para que todos se esforcem para cumprir a parte que lhes cabe na cadeia produtiva do setor elétrico. Precisamos unir esforços para combater os oportunistas de plantão e expurgar de vez qualquer possibilidade de se utilizar a pandemia como muleta para não honrar os compromissos assumidos.
Como empresários temos que ser responsáveis, cumprindo com todas as nossas obrigações sejam elas financeiras, legais e humanas.
Temos um grande desafio pela frente, mas estamos certos que venceremos juntos mais esta batalha, com resiliência e compromisso com nossa cadeia de fornecimento e colaboradores, que são importantíssimos nesse processo.

Roberto Karam Jr. é
engenheiro elétrico e
diretor presidente da KRJ

Compartilhe: