quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Artigos

A Palavra de Deus é a fonte do verdadeiro amor

Vivenciando o mês de setembro, Mês da Bíblia, somos convidados a estarmos atentos ainda mais ao valor da Sagrada Escritura, que é a própria Palavra de Deus.
No último dia 28 de Agosto (Festa de Santo Agostinho), concluindo mais uma etapa formativa no seminário, tive a graça de receber o Ministério do Leitorado, através do qual a Igreja confia e entrega ao candidato ao sacerdócio a Palavra de Deus.
Este ato de entrega da Palavra pede ao candidato que, além de recebê-la, se esforce para ter intimidade com ela para que assim possa transmiti-la e ensiná-la ao povo de Deus, o que representa uma grande responsabilidade.
De fato, toda a trajetória de nossas vidas, desde o início até o fim, deve ser amparada e iluminada pela Palavra de Deus. Ela é luz em meio a escuridão. É como uma bússola que nos mostra o verdadeiro norte de nossas vidas para não nos perdermos. E assim, em todos os campos de nossa vida, ela se faz presente indicando o caminho certo.
Inspirados pelo anúncio da Palavra, aproveitemos o tempo que temos para conhecê-la com uma atitude de entrega e amor, pois não basta somente tê-la, é necessário aprofundar-se, refletir e procurar compreender o sentido do texto bíblico que não é qualquer texto.
A leitura bíblica deve ser feita como o exemplo de uma mensagem de Santo Agostinho que recebi por ocasião do ministério do Leitorado: “Põe amor em tudo o que fazes e as coisas terão sentido. Retira delas o amor, e elas tornar-se-ão vazias”.
Talvez seja esta atitude que nos falta para fazermos a experiência renovadora e edificadora com a Bíblia. O amor revela o sentido e desperta a busca da compreensão e a meditação necessária para que Deus, através de sua palavra, trabalhe em nós.
Peçamos a Deus a graça para fazermos da Palavra Dele, fonte do verdadeiro amor, um anúncio que nos liberta das trevas e nos abra para sua luz para sermos sal da Terra e luz do mundo.

Daniel Canevarollo
Seminarista

Compartilhe: