Ir para o conteúdo

sábado, 11 de novembro de 2017

Artigos

A força do amor

 

Enquanto muitas famílias se auto-destroem por causa de seus problemas, enquanto muitos casamentos se desfazem rapidamente, tendo-se a impressão que o Pais está entregue á máfia das boates, dos motéis e filmes pornôs, à máfia das injustiças, das impunidades e da corrupção; um outro grupo de homens e mulheres sentem-se a salva graças ao amor.

Diante desta afirmação os fracos e os fracassados normalmente ironizam, desdenham, não acreditam que exista realmente um amor que tudo pode; enquanto outros afirmam que amam e tudo de ruim lhes acontece…Muitos casais, e nós somos um deles, devem sua salvação ao amor. Já passamos por todo tipo de provação, normalmente temos e teremos as nossas dificuldades, mas no amor, encontramos de novo e sempre a alegria da vida, a dedicação ao trabalho, a consagração a um ideal e sob o nosso impulso muita coisa séria tem sido feita.

O amor, o verdadeiro amor é o segredo de Deus impresso no coração dos homens. Quem vive sob a inspiração do amor pode dizer que para tudo há um tempo certo… tempo de nascer… tempo de morrer… e tempo para viver; e a época do tempo para viver é agora, hoje.

Olhem para este momento que nós estamos vivendo agora, pois "é a vida, a própria vida da vida".

Com freqüência nunca se está contente com o momento presente. Sempre se quer que a hora presente passe logo e que a outra não chegue ou passe depressa também. É uma insatisfação contínua… Pensa-se no passado ou no futuro e o momento atual passa sem se perceber. Julga-se que se ama ao cônjuge, à família, àqueles com quem se convive, mas não se sabe compreender, condescender, apoiar, justificar, perdoar; não se ama a ninguém.

Onde quer que estejamos seja qual for nossa idade, situação econômica, cultura ou cor, hoje é muito importante para nós. Vamos tentar, pois viver esse dia, esse momento o mais plenamente possível.

Vamos procurar descobrir o coração do outro, descobrirmos como nós somos para nós mesmos; procurar desfrutar das alegrias deste momento e acreditar que o que nós dermos ao outro, o outro nos dará. Isso é viver o amor.

 

 

Compartilhe: