Ir para o conteúdo

quarta-feira, 02 de abril de 2014

Artigos

A busca do desprendimento

Não sou modelo de nada! Sou mais um zero; um pobre instrumento que se dispôs a escrever sobre Jesus e Sua Doutrina e que tem lutado muito, para “viver” as Verdades do Evangelho.
As mensagens darias que tenho levado aos meus amigos el leitores, por meio das reflexões publicadas neste jornal, me trazem uma alegria e uma paz que o mundo ou a posse de todos os bens terrenos, nunca me poderiam dar. Não perco uma só oportunidade, à noite ou nos intervalos de minhas atividades no consultório em que atendo, para transcrever um fato, anotar um testemunho, escrever uma passagem bíblica que me tenha ajudado e que poderá ajudar, também, aos meus irmãos: a vocês que me lêem.
Após suas publicações nos jornais torno a lê-las, de cada fato da vida, de cada passagem da Bíblia que eu releio, torno a tirar um ensinamento, uma advertência, um impulso de ânimo, para a minha vida.
A vida de Jesus, os Seus ensinamentos, poderiam nos tocar ainda mais intensamente, nos motivando à uma vida de maior desprendimento de nós mesmos, e de uma maior cooperação no serviço a Deus e ao próximo, se mais conhecêssemos a Doutrina do Senhor: o Seu Evangelho.
Uma maior intimidade com Deus, tornar-nos-se-á mais alegres e mais ansiosos para serví-Lo, servindo aos irmãos e, consequentemente, desligando-nos cada vez mais, de nós mesmos!
Procuremos conhecer mais a Jesus e ao Seu Envangelho e mais serenamente poderemos dizer: “Eu sou CRISTÃO!”

Compartilhe: