Ir para o conteúdo

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Artigos

8 bilhões de pecadores

Que temos muitas pessoas boas no mundo, não há nem o que discutir. Saíram e ainda saem daqui da face da terra todos os que já estão na glória celestial para um eterno descanso e felicidade inimaginável. Os céus estão cheios de pessoas que, um dia aqui, já foram pecadoras, em maior ou menor grau, mas pecadores que sempre recorriam a Deus com pedidos e súplicas por perdão. E Deus sempre disposto a perdoar… perdoar…
O mal está presente no mundo. Interessante que nós habitualmente encontramos alguém que questiona a bondade de Deus, com uma pergunta bem ingênua, por falta de formação: “Se Deus é tão bom, por que ele permite o mal? Por que ele permite deficiências nas pessoas, até em recém-nascidos…” etc.
É totalmente impossível a Deus a prática do mal, por ser Ele essencialmente e perfeitamente bom: “Só Deus é bom” (Mc 10,18). Ainda no evangelho de Marcos, cap. 7 vv. 20 a 23, Jesus declara: “O que sai do homem, isso é que o torna impuro. Pois é de dentro do coração humano que saem as más intenções, imoralidades, roubos, assassínios, adultérios, ambições desmedidas, maldades, fraudes, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. Todas estas coisas más saem de dentro, e são elas que tornam impuro o homem”.
Por que existe o mal no mundo? – Faz esse raciocínio lógico: todo pecado faz mal, primeiro a si mesmo, depois a outro ou outros. Em uma quadra de uma cidade, há várias casas, com vários moradores, todos pecam em algum momento, porque somos assim. Várias quadras formam uma região de pecadores… Todas elas formam uma cidade de pecadores. Um território regional… um Estado, ou uma Província, uma nação, e várias nações, em todos os continentes. Se somos atualmente 8 bilhões… É uma imensa quantidade de pessoas cometendo erros, deslizes, faltas, omissões, comentários maldosos, armadilhas várias, como na pequena lista citada por Jesus, reproduzida acima.
Deus não quer que ninguém se perca. Desde que se arrependa, peça perdão com humildade e passe a seguir o verdadeiro “Caminho, Verdade e Vida” – seu único Filho, Jesus Cristo.

 

 

www.diocesedebarretos.com.br / comunicacao@diocesedebarretos.com.br

Compartilhe: