quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Artigos

26ª edição do Grito dos Excluídos cria o Dia D do Grito

“Basta de Miséria, Preconceito e Repressão! Queremos Trabalho, Terra, Teto e Participação!”. Esse é o lema da 26ª edição do Grito dos Excluídos que tradicionalmente acontece todo 07 de setembro, Dia da Independência do Brasil. A escolha do lema anual dessa mobilização popular, realizada por todo Brasil, sempre dialoga com o tema da Campanha da Fraternidade, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), com a conjuntura política, social e econômica do país e com a luta dos movimentos sociais.
Neste ano, em particular, a crise sociosanitária imposta pela pandemia mundial de Covid-19 tomou relevância nesta articulação das pastorais, Igrejas e movimentos populares que, entre suas reivindicações históricas, trazem o direito à saúde pública de qualidade e a valorização do Sistema Único de Saúde (SUS).
Ainda que o 07 de setembro seja a data que concentra as principais manifestações é importante enfatizar que o Grito dos Excluídos não acontece em apenas um dia, mas é um processo de reflexão que dura o ano todo. Nesse sentido, em 2020, estabeleceu-se o dia 07 de cada mês, antes e depois de setembro, como o Dia D do Grito, já que a exclusão é uma constante durante todo o ano, resultado de um sistema injusto.

Compartilhe: