Ir para o conteúdo

domingo, 18 de abril de 2021

Notícias

Ultrapassar ciclista em alta velocidade passa a ser infração gravíssima

A partir do mês de abril, entra em vigor a Lei 14071/20, que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e já passa a vigorar a nova legislação. Uma das mudanças previstas, é o aumento da gravidade da infração para o condutor que deixar de reduzir a velocidade do veículo de forma compatível com a segurança do trânsito ao ultrapassar ciclista.
A infração, que atualmente é grave, passará a ser gravíssima a partir de 12 de abril. A multa, nesse caso, aumentará de R$ 195,23 para R$ 293,47.
Para Eliane Pietsak, que é especialista em educação para o trânsito, embora a infração já exista, a fiscalização é quase inexistente. “Para autuação dos condutores de veículos motorizados, no caso dessa infração, é preciso muito mais do que apenas a constatação visual do fato, se não for muito evidente. E ainda não se sabe como será feita essa fiscalização”, explica.
De acordo com um levantamento da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), mais de 13 mil ciclistas morreram no Brasil na última década. Apenas três estados brasileiros concentram mais de um terço dessas mortes; São Paulo lidera, com pouco mais de 17% do número total, seguido do Paraná, com 9,6%, e de Santa Catarina, com 9,3%. Os dados foram coletados do Sistema de Informações Hospitalares (SIH) e do Sistema de Informação de Mortalidade (SIM), ambos do Ministério da Saúde.
Para o triatleta barretense, que treina diariamente com a sua bicicleta, Sérgio Prudente de Oliveira Filho, a nova legislação para entrar em vigor necessita ter punição para os infratores. “Os meus amigos estão comentando que a nova lei não vai funcionar se não tiver punição. Lei tem um monte, mas ninguém respeita”, afirmou Sérgio.

Compartilhe: