domingo, 17 de janeiro de 2021

Notícias

TJD aponta em relatório que ocorreu influência externa em partida do BEC na Série A3

O Tribunal de Justiça Desportiva deu ciência a diretoria do Barretos Esporte Clube sobre o acórdão do julgamento do clube, ocorrido no dia 27 de novembro, em São Paulo.
O BEC foi julgado por suspeita de manipulação de resultados, na derrota por 4 a 0 para a equipe do Linense, pelo Campeonato Paulista da Série A3 (foto).
No acórdão, o auditor Rafael S. Araújo Paulo, destacou em sua decisão que a empresa Sportradar contratada pela FPF, emitiu um relatório que possui presunção relativa de veracidade, ressaltando que alguns pontos do relatório, identificados no pré-jogo, massivas quantidades de apostas contrárias a normalidade. “Diante do volume de informações, não resta dúvida que o relatório é bem detalhado e construído, refletindo fielmente os acontecimentos de campo, demonstrando induvidosamente, que houve sim influência externa para atingir o resultado previamente combinado”, destacou o auditor Rafael Paulo.
Procurado, o presidente do Barretos E.C., advogado Júlio Samara, afirmou o TJD emitiu a mesma decisão ao BEC, Paulista e Olímpia, suspendendo os clubes por 120 dias e aplicando multas de 50 mil. “O Barretos só foi condenado, por não ter feito uma cartilha de prevenção e orientação aos jogadores sobre manipulação de resultados. Já os jogadores foram punidos, sem provas concretas e o delegado está apurando, mas é muito difícil comprovar os indícios de envolvimento”, afirmou Dr. Júlio.

Compartilhe: