Ir para o conteúdo

sexta-feira, 12 de julho de 2024

Notícias

Tempo seco e poluição do ar aumentam os riscos de doenças respiratórias

O outono, com suas características climáticas específicas, aumenta a incidência de várias doenças respiratórias. A conscientização e adoção de medidas preventivas são essenciais para proteger a saúde durante essa estação. “A prevenção é a chave para minimizar os impactos das infecções respiratórias no outono”, reforça o Prof. Carlos Carvalho, pneumologista do InCor HCFMUSP. Manter-se informado e atento aos sintomas pode fazer toda a diferença na qualidade de vida durante esse período. ‍

A combinação de tempo seco e poluição do ar aumenta significativamente os casos de doenças respiratórias. “As infecções respiratórias mais comuns nessa época do ano são causadas por vírus como o rinovírus, adenovírus e metapneumovírus, causadores dos resfriados comuns e, com maior gravidade, a influenza e o coronavírus”, explica o pneumologista. Além disso, a variação de temperatura, a queda da umidade do ar e a poluição agravam essas condições, levando a um aumento de crises de asma, bronquite, bronquiolite, sinusite, rinite, e até pneumonia.

Compartilhe: