sexta-feira, 03 de julho de 2020

Notícias

“Só temos que agradecer os brasileiros que nós aceitaram nestes 112 anos de imigração japonesa”, afirma Umekita

Ontem, dia 18 de junho, foi comemorado os 112 anos da Imigração Japonesa no Brasil. A data é comemorada pela Comunidade Japonesa no Brasil, no dia em marca a chegada do navio Kasato Maru, no porto de Santos, em São Paulo, em 1908. Segundo os dados, o navio trouxe 165 famílias que vieram para trabalhar nos cafezais, na exploração de borracha na Amazônia ou nas plantações de pimenta no Pará, que eles próprios trouxeram.
De acordo com o presidente do Kaikan Barretos, Luiz Umekita, a data não teve comemorações em virtude da pandemia do coronavírus (Covid-19). “Agora em virtude da pandemia não, mas o Kaikan vinha sendo muito frequentado, e tendo muita atividade da cultura japonesa. Entre elas, o taikô, karaokê, festival do yakisoba, entre outras”, afirmou Umekita.
De acordo com levantamentos do Kaikan, o clube é frequentado por 200 famílias e a estimativa que cerca de 500 famílias residam na cidade. “A população japonesa é estimada em mais de 1.000 habitantes, e muitos japoneses e descendentes, não frequentam o Kaikan”, afirmou.
O presidente Luiz Umekita, fez questão de agradecer todos os brasileiros que acolheram todos os descendentes japoneses no Brasil e até hoje aceitam os japoneses,que também colaboram muito para o crescimento do país. “Calcula-se que 2 milhões de japoneses e seus descendentes vivam no país e destes 1,3 milhões estejam no estado de São Paulo. O Brasil é o maior país com japoneses fora do Japão”, finalizou Umekita.
Na região de Barretos, a cidade de Guaíra, por ter forte ligação com a agricultura, tem a maior população japonesa. “Em Barretos, os japoneses estão em todas as atividades, no comercio, agricultura, área da saúde e educação”, ressaltou.

Compartilhe: