quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Notícias

Sindicato confirma demissões no setor de transporte de passageiros

Com a proibição do transporte intermunicipal de passageiros, com o Terminal Rodoviário de Barretos, Bebedouro e outras cidades fechadas, as empresas que atuam no setor de transporte tiveram que adotar medidas para enfrentar a pandemia. A empresa que faz a linha Barretos-São Paulo (Danúbio Azul), vem operando com dois horários para a capital e com três no retorno a Barretos, com saída e chegada no Auto Posto Guerra, que esta localizado na zona rural, já as demais estão sem realizar o transporte aqui na região de Barretos.
Procurado na tarde de ontem,o Sindicato dos Condutores de Veículos e Trabalhadores em Transporte Rodoviária de Barretos e região, através do diretor Sidnei Vilela dos Santos, informou que apesar da paralisação e restrições do transporte de passageiros, foi mantida uma negociação com as empresas, visando manter o emprego de mais de 600 trabalhadores que atuam no setor, em Barretos e região. “A maior demissão ocorreu em uma empresa de ônibus de fretamento que faz a linha Barretos-São Paulo que demitiu 21 funcionários, sendo 18 de Barretos e 6 de Olímpia. Eles pretendem voltar os empregos, mas não sabem quando”, afirmou.
Segundo o diretor, algumas empresas de transporte optaram pela redução de jornada, como é o caso da empresa de transporte coletivo urbano, enquanto as usinas mantiveram os empregos, inclusive aumentando a frota, onde estabeleceram que apenas um funcionário deve viajar por banco nos ônibus, mantendo o distanciamento. “Nós nunca vimos uma situação como essa, e observamos que as empresas estão preocupadas”, explicou.

Compartilhe: