Ir para o conteúdo

sexta-feira, 14 de junho de 2024

Notícias

Santander eleva projeção de crescimento do Brasil em 2024 e vê Selic mais alta

O Santander Brasil elevou a perspectiva para o crescimento econômico brasileiro em 2024 apesar do impacto negativo das enchentes no Rio Grande do Sul, e passou a ver a taxa básica de juros mais alta tanto este ano quanto no próximo.

A projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto em 2024 subiu a 2,0%, de 1,8% previsto em abril, de acordo com relatório assinado pela economista-chefe Ana Paula Vescovi e equipe, mantendo a perspectiva de expansão em 2025 em 2%.

O aumento se dá apesar de o Santander considerar um impacto negativo de 0,3 ponto percentual no PIB por conta das enchentes no Rio Grande do Sul, que já deixaram 154 mortos e mais de 540 mil desalojados.

“Elevamos nossa projeção do PIB para 2024, mas vemos um aumento dos riscos em ambos os lados. Vemos agora um mercado de trabalho ainda mais forte, com perspectiva de que a taxa de desemprego permanecerá em níveis baixos por mais tempo, com riscos de uma desocupação ainda menor. Assim, aumentamos nossa projeção do PIB para 2024”, apontou o banco no relatório.

Do lado negativo, o Santander disse que a revisão foi menor devido aos impactos baixistas das inundações no Rio Grade do Sul sobre a atividade anual.

“No entanto, a alta recente das commodities em real, as enchentes no Rio Grande do Sul, a volatilidade da taxa de câmbio devida ao cenário externo, os conflitos geopolíticos e o mercado de trabalho apertado aumentaram a incerteza para o ano (de 2024)”, alertou o banco no relatório.

Compartilhe: