Ir para o conteúdo

terça-feira, 16 de agosto de 2022

Notícias

Relatos de maus tratos de animais

A senhora R.N.H.T.S., foi até a delegacia e relatou que trabalha como voluntária em apoio as causas animais, bem como possui um abrigo para manter animais em situação de maus tratos e abandono, e desde o ano de 2019, ela acompanhava o estado de saúde de um casal de cachorros, os quais estavam em situação de maus tratos, sendo realizado por ela a castração da fêmea, acompanhamento de alimentação, doação de casinha, vacinas, etc.
Os cachorros eram monitorados por uma amiga da declarante, ora testemunha, que era vizinha da casa onde os cachorros ficavam, na Rua 40, e eles pertencem ao J.V., que morava com sua esposa, mas por muitas vezes a vizinha escutou ele agredido os animais, e em certa ocasião, após ele se desentender com a esposa, o autor se mudou.
Ocorre que recentemente o autor retornou para a Rua 40, para morar na casa de sua mãe, sem os dois cachorros, e a testemunha ficou sabendo através de outros vizinhos que o autor iria abandonar os cachorros na cidade de Colina, razão pela qual a declarante tentou contato com a mãe do autor, porém sem sucesso.
No dia 12/07, a declarante encontrou uma cadela na Rua Cecap 10, bem distante da onde o autor reside, e que parecia muito a cachorra dele, a qual se chama “Mel”, ocasião em que ela chamou a cachorra pelo nome foi atendida de forma carinhosa, sendo constatada a mesma marca de cicatriz da castração realizada em 2019, o que fez com que a declarante colocasse a cachorra em seu carro e a levasse até a casa de sua amiga, que também confirmou que se tratava da “Mel”.
A declarante então foi até a casa da mãe do autor e perguntou pelos dois cachorros, ocasião em que a senhora respondeu que eles haviam sido levados para um sitio, mas no momento que a declarante mostrou que a cachorra estava dentro do seu carro, a senhora ficou assustada e ainda indagou onde estava o macho, sendo respondido pela declarante que ela também queria saber onde estava o macho, momento em que a senhora desconversando e falou que precisava trabalhar.

Compartilhe: