Ir para o conteúdo

domingo, 16 de junho de 2024

Notícias

Prévia da Inflação Oficial Atinge 0,44% em Maio, Impulsionada pelo Preço da Gasolina

A prévia da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), registrou um aumento significativo em maio, alcançando 0,44%. O resultado, mais do que o dobro do mês anterior, que foi de 0,21%, foi divulgado nesta terça-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O aumento observado neste mês foi principalmente influenciado pelo aumento no preço da gasolina, que teve uma elevação de 1,9% durante o período de coleta, contribuindo com 0,09 ponto percentual para o IPCA-15. Esse aumento interrompe uma sequência de dois meses de queda no índice e representa o maior valor desde fevereiro, quando atingiu 0,78%.

No acumulado dos últimos 12 meses, o IPCA-15 registra uma taxa de 3,70%, mantendo-se dentro da meta de inflação estabelecida pelo governo, que é de 3%, com uma margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Esse valor também está abaixo do registrado nos 12 meses anteriores, que foi de 3,77%. Em relação ao mesmo período do ano anterior, houve uma variação de 0,51%.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados pelo IBGE, oito apresentaram aumento de preços em maio. Os maiores destaques foram os grupos de saúde e cuidados pessoais, com uma variação de 1,07%, e transportes, com 0,77%. No caso dos transportes, a gasolina foi o principal vilão, exercendo a maior influência sobre a alta do índice.

Além da gasolina, outro item que contribuiu para a pressão inflacionária foi o aumento nas passagens aéreas, que registraram um aumento de 6,04%. Apesar de nominalmente esse valor ser maior do que o da gasolina, o impacto deste último é mais significativo no IPCA-15 devido ao seu peso maior na cesta de produtos pesquisados.

No grupo de saúde e cuidados pessoais, o aumento foi impulsionado pelos produtos farmacêuticos, que registraram uma alta de 2,06%, após o governo autorizar reajustes de até 4,50% nos preços dos medicamentos, a partir de 31 de março.

A metodologia de cálculo do IPCA-15 é semelhante à do IPCA, considerado a inflação oficial do país, sendo que na prévia os preços são coletados entre os dias 16 de abril e 15 de maio. O índice leva em consideração uma cesta de produtos e serviços para famílias com rendimentos entre um e 40 salários mínimos.

O IBGE destacou que a divulgação deste mês foi impactada pelos problemas causados pelo estado de calamidade na região metropolitana de Porto Alegre, que enfrentou alagamentos em maio, levando os pesquisadores a intensificarem a coleta por meios remotos, como telefone e internet.

Compartilhe: