Ir para o conteúdo

quarta-feira, 29 de junho de 2022

Notícias

Polícia prende indivíduos traficando drogas próxima a escola infantil

Os indiciados A.O.R., 41 anos e A.J.T., 41 anos, moradores na cidade de Guaíra, foram presos pelo crime de tráfico de drogas, sendo relatado pelos Militares, tenente Ricobello e cabo Moleiro que eles estavam em patrulhamento pelas ruas daquela cidade, momento em que passaram pela Vila Aparecida e na Rua 42, próximo a antiga DDM, em um local já conhecido nos meios policiais como ponto de tráfico de drogas, eles resolveram averiguar o interior do prédio, contudo, os policiais não encontraram ninguém.
Ocorre que um morador das proximidades, o qual não quis se identificar, teria informado que alguns indivíduos estariam preparando drogas para comércio pela Rua 13B, em um local também conhecido por ocorrer o tráfico de drogas, tratando-se de uma casa em total situação de abandono, utilizada por desocupados, próxima a uma escola infantil.
Foi solicitado o apoio de outras equipes e quando os policiais lá chegaram, encontraram a casa com o portão aberto, tendo eles escutado vozes, e ao avistarem por cima do muro, identificaram o indiciado A.J.T., momento em que ele teria arremessado uma caixa de cigarros sentido ao muro, a qual caiu ao chão, tendo os policiais visualizado alguns pinos com cocaína também no chão.
Em seguida os policiais adentraram ao imóvel e abordaram o indiciado, e logo após, os tenente Ricobello e cabo Moleiro adentraram ao interior da casa e se depararam com o A.O.R., este estava fracionando (com uma gilete) uma porção de crack, já tendo enchido alguns pinos.
Ele foi abordado e ao serem indagados, os dois homens confessaram que iriam realizar o tráfico de entorpecentes para sustentar o vício, haja vista serem usuários de crack, sendo encontrados na caixa de cigarros arremessada, 30 pinos com cocaína.
Foi dada voz de prisão aos dois indivíduos e na delegacia eles tiveram suas prisões ratificadas, sendo a droga apreendida e eles levados para a cadeia da cidade de Colina, onde permaneceram presos.

Compartilhe: