Ir para o conteúdo

terça-feira, 21 de maio de 2024

Notícias

Pintor é detido e polícia apreende pinos com cocaína

Presentes na delegacia de Barretos, policiais Militares da cidade de Guaíra, relataram que eles realizavam patrulhamento pela Rua 44, em um ponto já conhecido pelo tráfico de drogas, e onde existe uma praça, ocasião em que, olhando sentido a Rua 44-A, eles avistaram um indivíduo em uma bicicleta e outro abaixado e quando eles perceberem a aproximação da viatura, cada um foi para um lado.

Os policiais foram ao encalço daquele que estava de bicicleta, sendo ele alcançado e abordado na Avenida 19, e durante a busca pessoal, nada de ilícito foi localizado, apenas uma cédula de R$100,00.

Em pesquisa sobre ele, constou apenas que ele é egresso do sistema prisional, vindo a confessar que estava comprando droga do outro indivíduo, mas quando eles visualizaram a polícia, o outro disse: “Moiou, a polícia” (sic) e evadiu.

Os policiais retomaram o patrulhamento pelo bairro, e ao adentrarem novamente a Rua 44, eles visualizaram o indivíduo com as mesmas vestimentas do outro indivíduo, e este, ao ver a viatura, sentou-se com algumas pessoas, provavelmente para disfarçar, mas foi abordado e retirado de próximo daquelas pessoas.

Em revista pessoal os policiais encontraram com ele a quantia de R$117,00 em notas e R$3,00 em moedas, sendo ele identificado como M.B.S., 21 anos, pintor, e durante todo procedimento ele demonstrava nervosismo, questionando a abordagem para se ver livre.

Os policiais o avisaram que ele seria levado até o local em que viram ele abaixado, e ao abrirem o guarda preso, o homem tentou fugir e ofereceu resistência, sendo necessário uso da força para contê-lo e algemá-lo. Nesse momento, ele começou a gritar: “Chama a minha mãe, meu advogado” e os populares começaram a se aglomerar, sendo solicitado apoio e então ele foi levado até a praça, no local onde ele estava abaixado, e ali foram localizados 11 pinos com cocaína.

Na delegacia, a droga e o dinheiro foram apreendidos, sendo o caso encaminhado ao setor de investigação para ser melhor apurado.

Compartilhe: