Ir para o conteúdo

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

Notícias

Notas Gerais

Alimentos e bebidas…

… ficaram 1,03% mais caros em 2023, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (11). A variação foi a menor desde 2017, quando os alimentos ficaram 1,87% mais baratos no Brasil. Em 2022, o grupo fechou o ano com alta de 11,64%, 5,85 pontos percentuais acima da inflação do ano. Apesar da alta no grupo como um todo, o subgrupo Alimentação no domicílio viu seus preços caírem 0,52% no ano. Entre as 16 maiores quedas no ano, todos os itens são alimentos.

 

Os aposentados e pensionistas…

… do INSS que recebem pagamentos acima do salário mínimo terão reajuste de 3,71% este ano. A variação é determinada de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (11), conforme prevê o artigo 41-A da Lei 8.213 de 1991. O texto prevê que o reajuste deve ser feito na mesma data da mudança no salário mínimo, de acordo com as datas de início ou do último reajustamento. O reajuste é o menor desde 2018, quando o INPC registrou alta de 3,43%.

 

O Índice de Preços ao…

… Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial de inflação do país, encerrou 2023 em 4,62%, de acordo com divulgação do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (11). O número é menor que os 5,79% registrados no ano anterior, e ficou abaixo do teto da meta pela primeira vez desde 2020. A meta estabelecida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), colegiado ligado ao Ministério da Fazenda, para este ano era de uma inflação de 3,25%, mas com uma margem de tolerância que poderia ir de 1,5% até 4,75%.

 

Uma ala do Senado…

… estuda alterações no projeto de lei que prevê a revogação da saidinha de presos, numa tentativa de destravar o debate em 2024. Uma das alternativas, apontadas por parlamentares da oposição, prevê a permissão do benefício apenas aos detentos que tiverem autorização para trabalhar e estudar fora dos presídios. A liberação para saídas em feriados e datas comemorativas seguiria suspensa. A flexibilização de pontos da proposta passou a ser defendida após duas tentativas de votação do texto na Comissão de Segurança do Senado.

 

O governo federal publicou, …

…nesta quarta-feira (10), os editais do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU). A partir de agora é possível conferir as informações detalhadas, como requisitos para as vagas, salários, conteúdo programático, formas de inscrição, critérios de seleção, data e local das provas. Pelo cronograma divulgado pelo Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI), o período de inscrições começa no dia 19 de janeiro e vai até 9 de fevereiro. Os resultados devem ser divulgados em 30 de julho e o início das convocações em 5 de agosto

 

 O projeto Celular Seguro…

… ultrapassou a marca de um milhão de cadastros de usuários e funciona como uma ferramenta de combate ao roubo e furto de celulares. A operadora Claro já começou a bloquear as linhas de aparelhos a partir de alertas do Programa Celular Seguro. Até o dia 1º de janeiro deste ano, com menos de duas semanas de lançamento, o Celular Seguro somava 750.135 celulares registrados e incluía 692.571 pessoas de confiança. A ferramenta já recebeu mais de sete mil alertas de usuários referentes a perda de aparelhos.

 

O deputado federal…

… José Nelto (PP–GO), um dos vice-líderes do governo na Câmara, defendeu a devolução integral da medida provisória (MP) que reonera a folha de pagamento de 17 setores da economia. Para ele, a equipe econômica chefiada pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, terá de apresentar um novo caminho para resolver o impasse. Na avaliação de Nelto, caso não haja a devolução do texto por parte do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), a Câmara pode deixar que o texto caduque.

 

Economistas dizem…

… que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve permanecer dentro da meta de inflação em 2024. Para os especialistas, contudo, um conjunto de riscos internos e externos manterá a autoridade monetária serena em seus movimentos para cortar juros. O IBGE divulgou nesta quinta-feira (11) o dado fechado de 2023, com o IPCA a 4,62%, dentro do intervalo da meta de inflação pela primeira vez desde 2020. Para Gustavo Cruz, estrategista-chefe da RB Investimentos, o IPCA deve rondar os 4% neste ano. A queda em relação a este ano será, na sua percepção, estimulada pela queda no consumo de serviços.

Compartilhe: