Ir para o conteúdo

sábado, 15 de junho de 2024

Notícias

Notas Gerais

As mudanças propostas…

… pela reforma tributária na distribuição dos impostos entre estados e municípios vão fazer com que 82% das cidades e 60% dos estados saiam com uma arrecadação melhor do que a atual, de acordo com estudo divulgado nesta segunda-feira (28) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Isso acontece porque, com a reforma, uma parte da arrecadação que hoje está concentrada em determinadas regiões passará a ser compartilhada para os demais. Os beneficiados pela inversão da lógica reúnem em grande parte as cidades e estados mais pobres.

 

 

O Brasil gasta aproximadamente…

… R$ 125 bilhões por ano para combater doenças relacionadas ao uso de produtos derivados do tabaco, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). O valor contabiliza custos diretos e indiretos que o Sistema Único de Saúde (SUS) gasta contra aproximadamente 50 enfermidades, dentre as quais vários tipos de câncer, doenças do aparelho respiratório e doenças cardiovasculares. A importação, propaganda e venda de cigarros eletrônicos no Brasil são proibidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 

 

O número de juízas do…

… trabalho alcançou percentual nacional de 49% contra 51% de juízes na composição dos tribunais, em 2022. Segundo a pesquisa Justiça em Números, divulgada na segunda-feira (28) pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a maioria dos tribunais trabalhistas superou a média nacional de 38% de mulheres e 62% de homens na magistratura. Em alguns tribunais regionais trabalhistas (TRTs), sediados nos estados, a participação feminina se aproximou dos 60%. No TRT5 (Bahia), o percentual de juízas ficou em 60%, seguido pelo TRT2 (São Paulo), que registrou 58%, e o TRT6 (Pernambuco), 55%.

 

 

O ministro da Fazenda, …

…Fernando Haddad, articula pessoalmente para evitar que a Câmara aprove a inclusão de municípios na proposta que trata da prorrogação da redução de impostos da folha de pagamento até 2027 de empresas privadas. O impacto estimado é de, pelo menos, R$ 9 bilhões, se calculados apenas os municípios menores. O texto que pode ser votado, nesta quinta-feira, no plenário da Câmara, permite a concessão do benefício a todos os municípios, o que preocupa muito o governo.

 

 

Apesar dos juros ainda…

… estarem altos, o crédito imobiliário bateu recordes nos últimos anos, ajudado pela diversificação das fontes de recursos e pela menor dependência dos recursos direcionados, como os da poupança. O volume disponível de recursos para financiar o mercado de imóveis aumentou de R$ 1,63 trilhão, em julho de 2021, para R$ 1,80 trilhão, no mesmo mês de 2022, chegando a R$ 2,04 trilhões, em julho deste ano. O montante diz respeito a todos os tipos de instrumentos de crédito atrelados a bens imobiliários.

 

 

O maior valor já sacado…

… por um CPF – ou pessoa física – no Sistema de Valores a Receber foi de R$ 2,8 milhões, segundo informou o Banco Central nesta semana. Se considerado o maior valor sacado por um CNPJ – uma empresa – foi de R$ 3,3 milhões, disse o chefe do departamento de atendimento institucional do BC, Carlos Eduardo Rodrigues da Cunha Gomes, durante uma live da autarquia. Contudo, ele ressaltou que 88% dos valores que estão na base são abaixo de R$ 100. Segundo o Banco Central, cerca de 643 mil pessoas têm mais de R$ 1.000 a sacar de “dinheiro esquecido”.

 

 

O faturamento das vendas…

… em e-commerce alcançou a marca de R$ 80,4 bilhões no primeiro semestre de 2023, segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), divulgados nesta terça-feira (29). O valor acumulado nos primeiros seis meses deste ano representa um aumento de 2% na comparação com o mesmo período de 2022. Os segmento de eletrodomésticos, moda, alimentos e bebidas, eletrônicos, telefonia, casa e decoração e informática estão entre os destaques de vendas do período. Atualmente, as compras pela internet representam mais de 10% de todo o segmento do varejo nacional, segundo a ABComm.

 

 

O Ministério de Minas…

… e Energia quer abrir negociações com a Eletrobras para o pagamento antecipado de R$ 25 bilhões, até 2026, de uma conta pela privatização da gigante do setor elétrico. O dinheiro serviria para reduzir as tarifas de energia durante o mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo relatos feitos à CNN por fontes do governo, a abertura de tratativas é um desejo do ministro Alexandre Silveira (PSD) e foi levada à cúpula da Eletrobras, que já falou publicamente no tema. Até agora, no entanto, não se sabia quais eram as cifras e nem os prazos de uma eventual negociação.

Compartilhe: