Ir para o conteúdo

sexta-feira, 21 de janeiro de 2022

Notícias

Notas Gerais

O Brasil fechará as

…fronteiras aéreas com seis países da África diante de uma nova variante de coronavírus, informou nesta sexta-feira o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. Segundo ele, a restrição afetará, a partir da próxima segunda-feira (29), os passageiros oriundos da África do Sul, Botsuana, Lesoto, Namíbia, Zimbábue e Eswatini (ex-Suazilândia). “ Vamos resguardar os brasileiros nessa nova fase da pandemia naquele país. Uma portaria será publicada e deverá vigorar a partir de segunda-feira”, publicou o ministro no Twitter. A nova variante do coronavírus identificada na África do Sul, batizada de ômicron, foi declarada nesta sexta uma variante de preocupação pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Pesquisadores da Fundação
…Oswaldo Cruz (Fiocruz) reafirmaram na sexta (26) a importância dos cuidados com a nova onda de transmissão da covid-19 na Europa. “O alerta é importante para a América do Sul, que vive um momento de baixa transmissão. O recomendado seria manter bom controle sanitário dos viajantes e prever a restrição de entradas, seja pela exigência de passaporte de vacinação, seja de testes negativos, conforme o que já vem sendo feito por vários outros países”, destaca a edição do Boletim do Observatório Covid-19, divulgado pela Fiocruz. As últimas duas semanas epidemiológicas (SE) pesquisadas pelo boletim, no período de 7 a 20 deste mês, mostram que os indicadores de transmissão da covid-19 continuam em queda no país.

O presidente Jair Bolsonaro
…disse na sexta (26) que o Brasil e o mundo não aguentam um novo lockdown, ao comentar sobre a possibilidade da chegada de uma nova variante da covid-19, como está sendo cogitada com a cepa surgida na África do Sul e que tem se espalhado por outros países. “Tudo pode acontecer. Uma nova variante, um novo vírus. Temos que nos preparar. O Brasil, o mundo, não aguenta um novo lockdown. Vai condenar todo mundo à miséria e a miséria leva à morte também. Não adianta se apavorar. Encarar a realidade. O lockdown não foi uma medida apropriada. Em consequência da política do ‘fique em casa e a economia a gente vê depois’, a gente está vendo agora. Problemas estamos tendo”, disse Bolsonaro. Com relação ao carnaval, o presidente disse que a decisão final cabe aos prefeitos e governadores, mas que não irá a eventos.

O papa Francisco
…fez arranjos para que 50 imigrantes do Chipre se instalem na Itália, a fim de marcar sua viagem à ilha mediterrânea na semana que vem, disse uma fonte do Vaticano na sexta-feira (26). Os 50 serão reassentados após a viagem, que começa na quinta-feira, mas dificilmente antes do Natal devido a questões de logística. No Chipre, o porta-voz governamental Marios Pelekanos disse que o Vaticano manifestou a intenção de reassentar vários imigrantes da ilha em Roma, mas não deu detalhes. “Esta é uma expressão de solidariedade tangível do chefe da Igreja Católica Romana a pessoas necessitadas, afirmando que o Vaticano reconhece o problema que a República do Chipre enfrenta hoje.

O presidente do Banco
…Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou na sexta(26) que o pico da inflação está próximo do fim, com melhora a partir do ano que vem. “Está perto – olhando 12 meses – de ver o topo [da inflação], e a gente entende que, a partir do ano que vem, vai ver uma melhora”, disse Campos Neto, ao participar de evento virtual com empresas do mercado imobiliário, promovido pelo Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP). Campos Neto afirmou que o BC imaginava, “em algum momento”, que o auge da inflação seria em setembro, mas isso não ocorreu em função dos “choques de energia [que] vieram de forma consecutiva, surpreendendo a todos”, e do aumento da gasolina subindo na bomba, puxado pelo etanol.

O turismo brasileiro
… deve terminar o ano com crescimento de 16% e faturamento de R$ 130 bilhões, 22% inferior ao registrado no período pré-pandemia, de acordo com dados do levantamento do Conselho de Turismo (CT) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Os segmentos que registraram os resultados mais expressivos, a partir do quarto mês do ano, foram os de transporte aéreo, com alta anual de 83,9% e serviços de alojamento e alimentação, que teve elevação de 61,9%. A perspectiva da Fecomercio é a de que o transporte aéreo encerre o ano com faturamento de R$ 37,8 bilhões, o que representa um crescimento anual de 30,5%.

Compartilhe: