Ir para o conteúdo

quarta-feira, 24 de julho de 2024

Notícias

Notas Gerais 16/06/2024

Ao longo de 2024, as famílias…
… de renda muito baixa têm sentido mais o peso da inflação que os lares de renda alta. De janeiro a maio, a inflação para lares com renda mensal menor que R$ 2.105,99 foi de 2,57%, enquanto a inflação de todas as faixas de renda ficou em 2,27%. Na outra ponta, famílias de renda alta, ou seja, orçamento maior que R$ 21.059,92, experimentam aumento nos preços de 1,9% em 2024. Os grupos familiares de renda baixa (entre R$ 2.105,99 e R$ 3.158,99) e média baixa (de R$ 3.158,99 e R$ 5.264,99) também vivenciam em 2024 inflação maior que o índice médio: 2,50% e 2,35%, respectivamente.

O Ministério da Educação…
… se comprometeu a revogar a Portaria 983, de novembro de 2020 – que eleva a carga horária mínima semanal dos docentes -, desde que os professores das universidades e institutos federais aceitem encerrar a greve que já dura 72 dias. Para representantes dos trabalhadores, o compromisso é uma “importante conquista para a continuidade das negociações” e para pôr fim à paralisação da categoria. Em greve desde 15 de abril, os trabalhadores também pedem reajuste salarial de 4,5% ainda este ano e a recomposição orçamentária das instituições de ensino.

O presidente do Supremo…
… Tribunal Federal (STF), ministro Luís Roberto Barroso, evitou se manifestar, nesta sexta-feira (14), sobre a tramitação do projeto de lei da Câmara dos Deputados que equipara o aborto ao homicídio simples nos casos de interrupção da gravidez após a 22ª semana de gestação. Em entrevista coletiva em João Pessoa, onde participa de um evento com magistrados estaduais, Barroso disse que vai opinar sobre a questão somente se o caso chegar ao Supremo. “A matéria está no Congresso, que é o lugar certo para se debaterem os grandes temas nacionais. Se e quando a matéria chegar no Supremo, eu vou opinar sobre isso”, afirmou.

O Disque 100, responsável…
… por receber denúncias de agressão contra idosos, registrou aumento de 14% no primeiro semestre de 2024, em relação ao mesmo período do ano anterior. Nos seis primeiros meses de 2023, foram registradas mais de 65 mil denúncias de violência. No mesmo período em 2024, mais de 74 mil queixas chegaram ao Ministério dos Direitos Humanos. A violência contra as pessoas idosas é um dos temas abordados pelo ministério no mês de junho. O Secretário Nacional dos Direitos da Pessoa Idosa, Alexandre da Silva, explica que os números, embora alarmantes, representam a credibilidade do canal de denúncia.

O setor de apostas online…
… cresceu 734,6% entre 2021 e abril deste ano, de acordo com levantamento da plataforma de análise de dados Datahub. Naquele ano, o Brasil contava com 26 empresas que têm como atividade principal a operações de jogos de azar e apostas online. Já em 2022, o salto foi de 203%, encerrando o ano com 79 empresas. Só nos quatro primeiros meses de 2024, foi aberta a mesma quantidade de empresas que existiam em 2022. Desde dezembro de 2018, as apostas esportivas são previstas em lei como uma operação legítima no país

O líder de oposição no…
… Senado, Rogério Marinho (PL-RN), cobrou cortes do governo no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) como forma de garantir recursos para a continuidade da desoneração de impostos de setores da economia. “O que o governo precisa fazer é o seguinte: cortar gastos populistas. O PAC já gerou problemas ao país”, disse. “Corta PAC, (faz) reforma administrativa, corta super salários”, afirmou Marinho. Marinho também lançou suspeitas sobre a escolha do governo para o novo comando do Banco Central, no fim deste ano.

A piora na percepção…
… da saúde fiscal do Brasil e uma política monetária mais contracionista nos Estados Unidos tem feito com que as taxas de juros reais de longo prazo atinjam um patamar médio de 6,30%, o mais elevado desde março de 2023. O horizonte para as taxas não parece ser de trégua no curto prazo. O ambiente de incertezas que rodeia as contas públicas aumentou exponencialmente desde o início do mês, quando o governo decidiu enviar a Medida Provisória que compensava a desoneração da folha, gerando fortes críticas do setor produtivo.

Servidores federais de…
… órgãos do meio ambiente de 11 estados decidiram, nesta sexta-feira (14), declarar greve geral a partir do próximo dia 24. Segundo a Associação Nacional dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente (Ascema Nacional), até o momento, aderiram à paralisação servidores dos estados do Acre, Espírito Santo, de Goiás, do Pará, da Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul. O Distrito Federal, a Bahia e Santa Catarina também decidiram parar, mas a partir de dia 1º de julho. O estado do Ceará votou contra a greve.

 

Compartilhe: