terça-feira, 07 de julho de 2020

Notícias

Notas Gerais

A Agência Nacional…
de Saúde Suplementar (ANS) decidiu incluir, no rol de procedimentos obrigatórios a serem atendidos por planos de saúde, os testes para confirmação de infecção pelo novo coronavírus, que causa a covid-19. A Resolução Normativa 458, de 2020, que inclui os exames laboratoriais, foi publicada ontem (29) no Diário Oficial da União.
As pesquisas de anticorpos IgA, IgC ou IgM serão obrigatórias para os planos de saúde nas segmentações ambulatorial, hospitalar (com ou sem obstetrícia) e referência, nos casos em que o paciente apresente ou tenha apresentado alguns quadros clínicos.

O Fundo Nacional de…
Desenvolvimento da Educação (FNDE) prorrogou, até 31 de julho, os prazos para validação das inscrições pelas Comissões Permanentes de Supervisão e Acompanhamento e para formalização junto ao banco da contratação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).
De acordo com a portaria publicada ontem (29) no Diário Oficial da União, a decisão foi tomada em razão das medidas de enfrentamento à pandemia de covid-19. A prorrogação é referente às inscrições do primeiro semestre deste ano que estão vencidas. A Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento é o órgão da instituição de ensino responsável pela validação das informações prestadas pelo estudante no ato da inscrição.

A previsão do mercado…
financeiro para a queda da economia brasileira este ano foi ajustada de 6,50% para 6,54%. A estimativa de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – está no boletim Focus, publicação divulgada todas as semanas pelo Banco Central (BC), com a projeção para os principais indicadores econômicos.
Para o próximo ano, a expectativa é de crescimento de 3,50%, a mesma previsão há cinco semanas. Em 2022 e 2023, o mercado financeiro continua a projetar expansão de 2,50% do PIB.

O Índice Geral de Preços…
Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel no país, registrou taxa de inflação de 1,56% em junho deste ano, taxa superior ao 0,28% de maio. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), com o resultado de junho, o IGP-M acumula taxas de inflação de 4,39% no semestre e 7,31% em 12 meses.
A alta da taxa foi puxada pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado. A inflação do subíndice subiu de 0,59% em maio para 2,25% em junho. A inflação do Índice Nacional de Custo da Construção, outro subíndice do IGP-M, também cresceu: de 0,21% em maio para 0,32% em junho. Já o Índice de Preços ao Consumidor, subíndice que mede o varejo, passou de uma deflação (queda de preços) de 0,60% em maio para uma inflação de 0,04% em junho.

Compartilhe: