Ir para o conteúdo

terça-feira, 21 de maio de 2024

Notícias

Neurocirurgião destaca diferencial em viabilidade econômica de óculos de realidade estendida usado em cirurgia

De acordo com o neurocirurgião da Santa Casa de Barretos, dr. Tiago Andrade de Oliveira e Silva que aprovou a utilização dos óculos de realidade estendida, “há pontos do software que precisam ser melhorados, como o ajuste na imagem para fixar junto ao paciente. O modelo da imagem poderia ficar mais transparente durante a cirurgia, porém, já existe um grande diferencial, me refiro à viabilidade econômica dessa tecnologia. É algo viável, ideal para quem trabalha, como eu, com a saúde pública pelo SUS”.

O coordenador em radiologia, após a validação do Vholom, agradece a todos os apoiadores do programa que armazena e gera imagens holográficas, conforme as informações obtidas do paciente, para os óculos de realidade estendida. “Estou com aquela sensação de dever cumprido. Agradecemos muito ao dr. Tiago e à sua equipe que estiveram neste procedimento cirúrgico, e aos profissionais do HARENA, o centro de inovação que busca novas formas de levar a tecnologia à saúde pública, pois foi lá que a startup nasceu e, desde então, sempre nos auxiliaram”, explicou Kelvin.

“Antes da cirurgia, estávamos apreensivos, mas após o término dela e com o feedback positivo do dr. Tiago e de sua equipe, ganhamos aquele gás para melhorarmos cada vez mais a performance do Vholom”, finalizou o engenheiro e arquiteto de software Nikson Leonard Ferraz.

 

Compartilhe: