Ir para o conteúdo

quarta-feira, 24 de julho de 2024

Notícias

Município estende intervenção na Santa Casa por mais dois anos

Um decreto assinado pela prefeita Paula Lemos e publicado nesta segunda-feira (17), estabelece por dois anos, a extensão na intervenção do Poder Público Municipal na Santa Casa de Barretos. O documento prevê, também, que a intervenção poderá ser prorrogada por iguais e sucessivos períodos, ou cessada antes, de acordo com a necessidade do interesse público.

“Esse decreto só estabelece que no máximo em dois anos, a sociedade tem que repensar quem quer administrando a Santa Casa, pois o ex-prefeito (Guilherme Ávila) deu 30 anos pra Fundação Pio XII fazer o que quiser no hospital, mas diante dos dados que apresentamos no último sábado, entendemos que a Sociedade Civil e Ministério Público precisam analisar isso, se realmente a Fundação tem que ficar 30 anos”, manifestou a prefeita.

Ainda de acordo com a chefe do Executivo, a Prefeitura não tem poder de mando dentro da Santa Casa, por conta, desse termo que o ex-prefeito fez com a Fundação Pio XII, mas por ser intervenção, a população acaba respondendo subsidiaramente por tudo que acontece lá.

“Lembrando que a obrigação do município é atenção primária- postinhos e o Estado/governador e União/presidente que são responsáveis pela média e alta complexidade.  Mas, em Barretos, por conta desse contrato que o ex-prefeito fez, os barretenses estão arcando com tudo e não estão felizes com o atendimento realizado pela Fundação Pio XII”, encerrou a prefeita.

Ontem (18), a reportagem do ‘JBR’ entrou em contato com a assessoria de imprensa da Fundação Pio XII, solicitando uma posição quanto à decisão do município, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição.

Compartilhe: