Ir para o conteúdo

segunda-feira, 15 de abril de 2024

Notícias

Motorista é preso por furtar óleo diesel do caminhão em que ele trabalhava

Policiais Militares da cidade de Guaíra, sargento Marcelino e soldado Marques, prenderam pelo crime de furto um homem de 44 anos, identificado como T.G.R., sendo apreendidos dez galões com capacidade para 20 litros cada, contendo óleo diesel.

Segundo consta, os policiais tomaram conhecimento de que o indiciado subtraia óleo diesel do tanque de um caminhão em frente à residência dele, momento em que eles foram até a Avenida 29-A e visualizaram o caminhão estacionado na via pública, sendo observado que os galões com o combustível estavam na garagem da residência do indiciado.

Diante disso os policiais chamaram pelo motorista e quando ele os atendeu foi solicitado o telefone de contato do dono do caminhão, pois se fazia necessário conversar com ele, tendo o homem respondido que não passaria o contato.

Os policiais disseram que ele então teria que ser levado até a delegacia para a devida apuração do fato, ocasião em que o indiciado chamou um dos policiais de “folgado”, depois proferiu xingamentos dizendo ainda que não iria em lugar nenhum e que os policiais estavam querendo saber demais.

Diante disso, foi necessário o uso de força física moderada e com o apoio de outras viaturas o homem foi levado para a delegacia, sendo possível manter contato com o proprietário do caminhão, o qual revelou que o indiciado presta serviço de motorista para ele, mas que o caminhão não deveria estar naquele local e sim em frente a empresa, mas que ele já havia percebido que o consumo de óleo diesel havia aumentado consideravelmente, bem como não havia dado nenhuma autorização para a retirada de combustível do veículo.

Também foi informado pelo dono do caminhão que ele não poderia comparecer na delegacia porque estava distante, cerca de 400 KM, e que ele pagava ao motorista 12% sobre o faturamento bruto deste mesmo caminhão, havendo suspeitas sobre o desvio de combustível, mas não tomou nenhuma providência antes por falta de provas.

A prisão dada ao motorista foi ratificada e ele levado preso para a cadeia da cidade de Colina, onde permaneceu à disposição da Justiça.

Compartilhe: