Ir para o conteúdo

segunda-feira, 20 de maio de 2024

Notícias

Menino de 14 anos morre em escola de Olímpia após passar mal

Marcos Vinicius Pires Silva de 14 anos, aluno da Escola Estadual Dr. Wilquem Manoel Neves, no bairro Cizoto em Olímpia, morreu na manhã desta quinta-feira (16), após passar mal na escola.

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, a testemunha e coordenadora da escola disse que o menino tinha acabado de retornar do intervalo e teria se queixado de dor de cabeça com o irmão mais velho que também estuda no mesmo local, porém ao retornar à sala de aula ele não comunicou à direção ou algum responsável sobre o fato.

Na sala de aula, Marcos deitou-se no chão próximo a carteira dele, quando a professora entrou na sala alguns instantes depois e pediu para que ele se levantasse, mas o menino não respondeu, enquanto isso, outros alunos começaram a dizer que achavam que Marcos não estava bem. A professora percebeu que ele estava inconsciente e com a boca levemente roxeada, o Samu foi acionado, e, enquanto isso, ela tentou fazer procedimento de RCP (reanimação cardiopulmonar padrão).

O menino ainda tinha sinais vitais, porém chegou ao UPA com parada cardiorrespiratória, depois teria sofrido mais três paradas cardíacas em sequência e morreu na unidade de saúde.

Ainda de acordo com informações do B.O, a mãe do garoto relatou que o filho não tinha sido diagnosticado com nenhuma doença ou deficiência que pudesse ter contribuído para o óbito, fazia atividades físicas normalmente, mas na noite anterior do fato tinha se queixado de dor de cabeça, tomado um remédio antes de dormir e acordado para ir à escola, onde não fez atividade física no intervalo, pois as quadras estão interditadas devido às altas temperaturas.

A intenção da família, segundo o pai do menino, é levar o corpo do filho para a Bahia, onde estão os seus parentes.

O caso foi registrado como morte súbita, sem causa determinante aparente e encaminhado ao S.V.O de Barretos para procedimentos de necropsia.

 

Foto por: Reprodução redes sociais (o menino com a mãe que disse que o filho teria se queixado de dor de cabeça no dia anterior)

Compartilhe: