Ir para o conteúdo

sábado, 13 de abril de 2024

Notícias

Líder religioso da Mesquita de Barretos explica o período do Ramadã

“A primeira coisa a falar é Salamaleico que significa: seja bem-vindo, que a paz esteja com você”, começou dizendo o Sheik Mohanad Hussein, líder religioso da Mesquita de Barretos e natural da síria, em entrevista ao JBR, onde ele explica sobre o período do Ramadã.

Ramadã é o nome pelo qual se conhece o nono mês do calendário islâmico, baseado nos ciclos lunares. Os muçulmanos acreditam que nesse mês, o profeta Muhammad recebeu a revelação da palavra de Alá, e, por isso, eles consideram esse período sagrado. Todo muçulmano deve cumprir o jejum desse período, que se inicia com o nascer do Sol e se encerra quando o astro se põe.

Mohanad explicou que, além do jejum, os muçulmanos precisam se livrar de qualquer prática pecaminosa, devendo também ampliar a leitura do Alcorão e realizar as orações diárias. Ele enfatiza que “esse mês não é apenas para os mulçumanos, é uma prática muito antiga e Deus mandou essa regra para todo mundo”, disse.

De acordo com o líder, o período do Ramadã dura 30 dias, mas nem sempre começa no mesmo dia, “todo ano muda por causa do calendário lunar. No ano passado começamos no dia 21, esse ano começamos dia 11”, explicou.

Sobre a importância da prática do Jejum, o Sheik esclareceu que essa prática é feita para se ter lembranças de pessoas necessitadas, que moram nas ruas, que não têm como se proteger do frio, não têm remédios e nem roupas. “Por isso não é só no Ramadã, nós praticamos o jejum duas vezes na semana, quinta e segunda-feira, mas depois do Ramadã não é obrigatoriedade. Faz quem quer”, disse.

Uma curiosidade que Mohanad contou sobre o Ramadã é que existem comidas que se come especialmente nesse período. “Nós chamamos de ‘comida especial de Ramadã’, pode comer fora desse período, mas lembramos dessas comidas especialmente nele. Por exemplo, a tâmara, muitas pessoas só lembram dela dentro do Ramadã. É uma comida muito importante porque dá força, tem proteínas e dá sustância para conseguir trabalhar e ficar acordado”, contou, complementando que essas são coisas especiais, para ele.

Compartilhe: