sexta-feira, 03 de julho de 2020

Notícias

Isolamento ajudou a diminuir o número de mortes por coronavírus em SP, diz governo

‘Com as medidas foi possível, até o momento, poupar 65 mil vidas’, afirmou Dimas Tadeu Covas, coordenador do Centro de Contingência para Coronavírus. Governo anunciou nesta quarta (27) plano de retomada da economia.

O governo de São Paulo defendeu ontem (27) que as medidas de isolamento social adotadas desde o início da epidemia de coronavírus ajudaram a reduzir o número de mortes por coronavírus registrados no estado.
“Sem as medidas nós teríamos um grande número de óbitos. Com as medidas foi possível, até o momento, poupar 65 mil vidas”, afirmou Dimas Tadeu Covas, coordenador do Centro de Contingência para Coronavírus, durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.
Nas projeções do estado, sem a quarentena, São Paulo teria 950 mil casos. Com a manutenção da medida, o estado registrava, até esta quarta-feira (25), 86 mil casos.
O governo paulista também afirmou que embora o números de casos e mortes ainda seja crescente, há sinais de achatamento na curva de contaminação pela doença.
“A nossa curva é 10 vezes menor exatamente pelas medidas adotadas e por esse controle que está sendo feito. E também estamos verificando uma desaceleração do crescimento a epidemia, ainda estamos sim na etapa de crescimento, mas com crescimento em ritmo menor”, afirmou a secretária de desenvolvimento social Patrícia Ellen.
A informações foram dadas durante o anúncio da prorrogação da quarentena no estado por 15 dias, com flexibilizações progressivas, que serão feitas levando em conta as características de cada município.

Compartilhe: