Ir para o conteúdo

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Notícias

Homem é preso após agredir e ameaçar de morte sua companheira e a filha dela

Morador na cidade de Guaíra, o indiciado R.S.M.F., 49 anos, foi preso pelo crime de violência doméstica, sendo ele apresentado na delegacia de Barretos por Policiais Militares daquela cidade, os quais também apresentaram a vítima, uma mulher de 41 anos.

Informaram os policiais que ao chegarem ao local eles foram recepcionados pela vítima, a qual informou que ela mantém um relacionamento amoroso com o indiciado há cerca de seis meses e que ele havia lhe agredido e ameaçado de morte com uma faca, tendo ainda ameaçado a sua filha, uma menina de 12 anos.

Os policiais abordaram o indiciado em um bar, na esquina próxima ao local dos fatos, e antes disso, assim que percebeu a aproximação da viatura, ele jogou uma faca em um bueiro, sendo a faca localizada e apreendida, estando ele com algumas escoriações em razão de ter entrado em luta corporal com a vítima, sendo dada voz de prisão ao homem.

Na delegacia a mulher disse que desde o início o relacionamento se mostrou conturbado com constantes agressões e ameaças por parte do homem, que também dizia que se ela o denunciasse, ele a mataria e iria embora para o seu estado de origem, onde ninguém iria prendê-lo.

Desta vez, segundo informou a vítima, no período da noite estavam todos sentados na calçada de sua casa e por um breve momento ela foi até a casa de seu vizinho, e ao retornar, por ciúmes, o indiciado passou a lhe ofender e agredir com chutes e socos em frente a filha da vítima, tendo a vítima buscado se defender e em seguida o indiciado agrediu o vizinho, que havia testemunhado os fatos.

Na sequência o homem apossou-se de uma faca e a ameaçou de morte, mas a mulher conseguiu acionar a Polícia Militar, tendo o homem falado que iria se esconder e depois voltaria para “terminar o serviço”, ou seja, para matá-la, alegando novamente que depois disso iria embora para seu estado de origem onde não mais o encontrariam.

Ao final a vítima disse que deseja representar em desfavor do autor pelo crime de ameaça que também requer por medidas protetivas de urgência, proibindo o autor de aproximar de sua pessoa e de sua filha que também sofreu ameaças por parte dele.

Ao tomar conhecimento dos fatos o delegado ratificou a prisão dada ao homem, sendo ele levado para a cadeia da cidade de Colina, onde permaneceu preso e a disposição da Justiça.

Compartilhe: