Ir para o conteúdo

segunda-feira, 25 de outubro de 2021

Notícias

Homem é morto por motorista que o atropelou e o prensou contra um muro no bairro Marília

A vítima Nilson Cardoso dos Santos, 47 anos, que morava na Rua 06, bairro São José, morreu na Santa Casa de Barretos, depois de ter dado entrada no hospital em estado grave, vítima de homicídio qualificado.
De acordo com as informações, inicialmente os policiais militares, cabo Ribeiro e soldado Balbino, foram acionados até a Avenida 59, bairro Marília, onde a testemunha T.L.G., 36 anos, informou a eles que estava no interior de sua residência quando ouviu um estrondo e ao sair, encontrou a vítima caída no solo, provavelmente tendo sido vítima de atropelamento.
A Unidade de Resgato do Corpo de Bombeiros socorreu a vítima até a Santa Casa, tendo a testemunha informado que não visualizou o veículo que teria atropelado a vítima, e em seguida os policiais foram até o hospital, onde conseguiram identificar a vítima, mas não foi possível conversar com ele por estar inconsciente e, segunda a médica plantonista, em estado grave.
O local dos fatos estava prejudicado para realização de perícia e foi informado que nas proximidades existiam câmeras de monitoramento.
Porém, horas depois chegou à delegacia a ex-cunhada da vítima que apresentou a testemunha B.A.P., 39 anos, andarilho, o qual informou que no momento dos fatos ele estava na calçada com a vítima Nilson, e em determinado momento passou um rapaz de carro, que ele sabe chamar-se “Erick” e possui um trailer de garapa no bairro Marília, próximo de onde eles estavam sentados e Nilson teria “brincado” com “Erick” falando algo, mas em razão disso, “Erick” teria ficado irritado e após dar marcha ré no veículo Gol, branco, o qual ele conduzia, ele “jogou o carro” em direção à vítima e a testemunha, conseguiu “pular para o lado”, mas Nilson não conseguiu se levantar, sendo “prensado” pelo carro no muro.
Após o atropelamento o autor fugiu do local, sendo confirmada a existência de câmeras pelas proximidades, as quais estão voltadas para o local dos fatos, tendo possivelmente registrado todo o ocorrido.
A Polícia Civil trabalha na tentativa de localizar o suspeito e esclarecer os fatos.

Compartilhe: