quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Notícias

Homem é atingido por tiro na cabeça em Severínia

Um rapaz de 19 anos, identificado como W.H.P.L., morador na cidade de Severínia, foi apresentado preso na delegacia de Barretos pelos Militares, cabo Urias e soldado Aparício, os quais relataram que foram informados que na Rua Esmeralda Duarte da Silva, centro daquela cidade, a vítima S.L.A.S., homem, 30 anos, havia sido atingido por um disparo de arma de fogo, que provocou um ferimento na cabeça, mais precisamente na nuca, estando ainda consciente, mas não conseguia dizer nada sobre os fatos, sendo socorrido até o Pronto Socorro de Severínia e depois encaminhado para Santa Casa de Barretos em estado grave.
Ainda no local os policiais foram informados que a vítima estava em um veículo Golf, quando um veículo Gol, modelo quadrado, cor cinza, parou ao lado e uma pessoa teria efetuado o disparo, fugindo logo em seguida, e enquanto os Militares aguardavam a perícia, visto que após ser atingido o motorista do Golf veio a colidir contra uma árvore, chegou a informação de que uma pessoa, de nome “Cristofer”, havia relatado na delegacia de Olímpia, que tinha emprestado aquele carro, que é de sua propriedade, para um amigo de nome “Wesley, ocasião em que os policiais foram até a casa de “Wesley”, em Olímpia, mas não o encontraram, sendo então localizado, na companhia de seu irmão, W.E.P.L., 17 anos e do seu primo, H.E.S., 16 anos.
Ao ser indagado, o indiciado alegou que estava sendo ameaçado de morte pela vítima, pois ele tinha “ficado” com a ex-namorada da vítima, que então, em uma festa, teria “sacado” uma arma para e ele, razão pela qual o indiciado resolveu ir até a cidade de Severínia para matá-lo, confessando que pegou o veículo Gol emprestado, nada dizendo ao proprietário sobre o que pretendia, estando na companhia de seu irmão e primo, sem que estes também soubessem o que ele pretendia, e ao ver a vítima ele pediu que o primo fosse para o banco traseiro e ao parar o carro ao lado do veículo da vítima, sacou um revólver, calibre 38 e efetuou seis disparos, acreditando ter acertado apenas um, e em seguida, evadiu.
O rapaz confessou ainda que a arma ele teria adquirido em São José do Rio Preto, há muito tempo e após efetuar os disparos, ele jogou o revólver fora, sendo dada a ele voz de prisão, a qual foi ratificada na delegacia de Barretos, e em seguida o indiciado foi levado para a cadeia da cidade de Colina. A vítima encontra-se internada em estado grave na Santa Casa de Barretos.

Compartilhe: