Ir para o conteúdo

domingo, 21 de julho de 2024

Notícias

Gatos na energia eletricista; engenheiro elétrico orienta na identificação dessa fraude

Engenheiro explica os tipos de desvio de energia e como identificar

É comum algumas residências passarem a ter a conta de luz com valores acima da média de repente, mas o que muitas pessoas não imaginam é que podem estar sendo vítimas de um “gato”.

O Engenheiro Eletricista de Barretos e coordenador de pós-graduação do curso de engenharia de manutenção, Rogério Dezem Silva, 45, alerta sobre a ocorrência frequente de fraudes relacionadas à energia elétrica.

“O “Gato” é um tipo de fraude popular, neste caso, ocorre o desvio de energia elétrica de uma residência, concentrando os custos na vítima”, explica.

O coordenador esclarece que existem casas que têm a mesma parede de divisa, ou prédios, que dividem o mesmo telhado, então, pode acontecer de o eletricista ou o profissional que vai na residência receber um pedido do proprietário para ligar a energia na do vizinho, alegando que o vizinho já tenha autorizado, quando, na verdade, não autorizou, e o profissional não sabe e acaba puxando da rede da pessoa sem ela saber.

Rogério orienta na identificação de um possível “gato” na energia elétrica. “Cada pessoa ou família tem seu próprio padrão de consumo que é resultado de sua rotina pessoal e equipamentos refletido mensalmente em kWh na conta de energia. Observar esse número é fundamental para detectar fraudes, visto que esse valor, em kWh, deve ser relativamente constante, mesmo que o valor monetário da conta varie devido a tarifas sazonais e impostos. Se o consumo em kWh divergir muito do padrão, é um forte indício de furto de energia. Em caso de mudança de residência, se o valor aumentar consideravelmente, isso também pode indicar a presença de um “gato” na nova residência”.

Ele também explica sobre outra estratégia usada para essa identificação: “Desligar o disjuntor dentro da residência, ir no medidor e ver se continua rodando. Se estiver rodando, pode ser um “gato” ou pode ser uma fuga de energia e aí a pessoa tem que chamar o profissional qualificado para tentar resolver isso. É importante chamar um profissional, pois, nem todo mundo tem conhecimento da parte elétrica, paga a conta, mas não sabe como funciona”, finaliza.

Compartilhe: