Ir para o conteúdo

sábado, 27 de fevereiro de 2021

Notícias

Ex-prefeito e vice têm prisão decretada por fraude nos holerites de servidores

Desvio de dinheiro na folha de pagamento de Itobi-SP

A Justiça de Casa Branca expediu mandado de prisão contra Célio de Mello e Luis Carlos de Mello, ex-prefeito e ex-vice-prefeito de Itobi, respectivamente. Em ação ajuizada pelo Ministério Público de São Paulo (MPSP), eles foram condenados por peculato a quatro anos de prisão cada, em regime semiaberto, após decisão da 3ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça.
Segundo a denúncia apresentada pelo promotor Marcos Tadeu Rioli, ambos os réus causaram danos aos cofres públicos ao desviar dinheiro da folha de pagamento da Administração Pública. A fraude previa o lançamento de valores elevados no holerite de servidores, que recebiam vencimentos bem abaixo do informado pelos gestores. A diferença era embolsada pelos integrantes do esquema. Os fatos ocorreram no período de 2001 a 2004.
Barretos
Em Barretos, a Justiça continua apurando denúncias semelhantes e um rombo em torno de R$ 11 milhões nos cofres municipais. No final do ano, o então prefeito Guilherme Ávila, pouco antes de encerrar seu mandato, foi afastado do cargo por determinação judicial e proibido de frequentar qualquer repartição pública até a conclusão do processo.

Compartilhe: