quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Notícias

Ex-prefeito de Igarapava é condenado a 65 anos de prisão por corrupção passiva

O ex-prefeito de Igarapava (SP), Carlos Augusto Freitas, foi condenado em primeira instância a 65 anos de prisão por corrupção passiva ao receber, segundo o Ministério Público, vantagens indevidas em contratos firmados entre 2014 e 2016. Pelo mesmo crime, além de lavagem de dinheiro e usura, o irmão dele, Sérgio Augusto, foi condenado a 40 anos de reclusão. Alvos da Operação Pândega e presos na Penitenciária de Tremembé (SP) desde julho de 2017, os irmãos já tinham sido condenados em mais dois processos por práticas como organização criminosa, usurpação de função pública e uso de documentos falsos, apuradas no âmbito da força-tarefa do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Franca (SP), que apontou fraudes em licitações de R$ 26,4 milhões em Igarapava entre 2013 e 2016.

Compartilhe: