terça-feira, 27 de outubro de 2020

Notícias

“Está na hora de voltarmos a lutar para manter os voos”, afirma Arutim

A informação divulgada pelo DAESP (Departamento Aeroviário de São Paulo) que devido a crise que atinge o setor aéreo, parte desses voos no Estado de São Paulo seguem cancelados. A informação repercutiu na cidade, já que Barretos tem capacidade para voos diários entre a cidade e a capital com pelo menos nove passageiros.
Para o presidente da ACIB, Roberto Arutim, este é o momento das autoridades e lideranças da cidade, que trabalharam pela conquista, voltarem a se engajar para manter a linha aérea. “Barretos demorou para ter essa conquista dos voos e acredito que está na hora do pessoal arregaçar as mangas para voltar esse voo.”, afirmou Arutim.
Segundo Arutim, a normalidade não vai voltar tão cedo e gradativamente estamos tentando ir voltando como era antes,e acredito que a Associação tem a obrigação de cobrar do Executivo e do grande gestor que é o Henrique Prata, a volta dos voos.
Para o diretor da ACIB, o empresário Gustavo Miziara, a paralisação parcial dos voos regionais, afetou muito para os profissionais da área médica e empresarial da cidade de Barretos. “Acredito que através da retomada da economia, a empresa TwoFlex/Azul volte a operar esses voos, para que a cidade não fique tão prejudicada e dependente de Ribeirão Preto e São José do Rio Preto”, explicou.
O gerente do North Shopping Barretos, Ricardo Martins Marques, afirmou que lamenta essa decisão do DAESP. “Barretos é uma cidade que merece ter sua própria linha aérea, interligando a cidade com a capital. No entanto, como profissional do varejo, compreendo que este é um momento crítico para o mercado da aviação civil e mantenho a esperança de que não seja uma decisão definitiva”, afirmou Ricardo.
O secretário de Turismo, Adriano Santos, afirmou que a decisão do cancelamento dos voos por parte do Daesp já era esperada pelo mercado atual, apesar de haver uma demanda comprovada em voos lotados no início deste ano, a linha em si ainda não havia chegado a sua maturidade comercial, funcionou por pouco tempo e logo veio à pandemia e a consequente paralisação do setor de aviação. “Mesmo que essa decisão perdure até o início de 2021, a cidade de Barretos tem todas as condições para reverter essa situação no médio prazo, pois é oficialmente um Município de Interesse Turístico e está prestes a conquistar o posto de Estância Turística, o que vai trazer ainda mais desenvolvimento para o trade da região”, afirmou.

Compartilhe: