quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Notícias

Em sessão extraordinária, vereadores rejeitam venda de piscina dos Lagos

Ontem à noite, os vereadores estiveram reunidos em sessão extraordinária virtual, convocada pelo prefeito Guilherme Ávila, para analisar três projetos de lei. Pelo placar de 10 votos a favor e 5 contrários, com as ausências dos vereadores Lilico e Raphael Oliveira, foi rejeitado o Projeto de Lei 96/2020, de autoria do Prefeito Guilherme, que pedia autorização para alienar por concorrência ou leilão, a área da piscina da Região dos Lagos de propriedade do município, avaliada em R$2,724.359,14. Com o recurso, a Prefeitura estaria utilizando para o pagamento de salários dos servidores. O projeto recebeu três emendas que foram aprovadas, mas na votação não passou em virtude da necessidade de 12 votos.
A vereadora Paula Lemos (DEM), que votou contra o projeto, não concordou com a justificativa do prefeito. “A Prefeitura vem de um superávit do primeiro quadrimestre, no valor de R$ 23 milhões e recebeu outros R$ 22 milhões para o combate à Covid-19. O que demonstra que não deveria estar faltando dinheiro nos cofres públicos neste momento”.
Já o vereador Carlão do Basquete que votou a favor do projeto, explicou que a justificativa do prefeito indicava que um imóvel construído no local, geraria uma renda de 300 mil por mês de IPTU para a cidade. “Não seria um projeto tão perdido”, afirmou Carlão. Votaram contra o projeto os vereadores Kapetinha, Paula Lemos, Paulo Corrêa, Nestor Leonel e Euripinho.

Compartilhe: