sábado, 19 de setembro de 2020

Notícias

Eleições 2020: Pré-candidata a prefeita Dr. Gláucia Martins Simões é entrevistado pelo JBR

Dra. Gláucia Martins Simões, delegada aposentada, 49 anos, pré-candidata pelo PSDB, é a terceira entrevistada pela equipe do JBR para a série que apresentará todos aqueles que pretendem concorrer à prefeitura de Barretos nas Eleições 2020.
1ª Caso a Senhora confirme sua candidatura, porque o barretense deveria te escolher como prefeita?
Essa foi a pergunta que eu me fiz quando fui convidada a ser pré-candidata. Depois de refletir durante alguns dias eu aceitei, pois compreendi que era uma continuidade do que entendo ser a minha missão de vida. Veja, a minha história sempre foi em defesa da mulher e, trabalhando para que a dignidade familiar fosse o ponto mais importante desde que, a lei estivesse sendo respeitada. Acredito que como prefeita poderei agir de forma efetiva na melhoria de vida das famílias barretenses, principalmente as mais necessitadas e desamparadas.
2ª Como o senhor (a) avalia o momento político de Barretos?
O momento político de Barretos é um reflexo do momento político do Brasil e talvez do mundo. As redes sociais trouxeram uma maior participação da população, mas também uma maior disseminação de opiniões de todos os tipos e na maior parte das vezes sem fundamentos. Muitas instituições estão usando essas opiniões para criarem protagonismo, sem se preocuparem com o quanto a sociedade está sendo prejudicada com suas necessidades de palanque. Entendo a política como a arte de agregar e hoje só ouvimos discursos de acusação, manipulações e de embates. Essa não é a política que beneficia a sociedade.
3ª O que o levou a pensar em ser prefeito (a) de Barretos?
Depois de atuar como delegada durante 25 anos e como vereadora por 4 anos, cheguei a dizer que não queria mais nada com a política. No entanto, completando a minha primeira resposta vejo que, minha experiência tem muito a contribuir com a cidade de Barretos. Minha vida é pautada por valores muito rígidos em relação à obrigação de ser honesta, de cumprir a lei e principalmente de amparar e proteger os mais necessitados. Vejo que, após passar esta pandemia a cidade necessitará em sua prefeitura de uma pessoa que tenha uma postura de integridade com a máquina pública, mas que seja humana a ponto de abraçar a população em suas necessidades.
4ª A Senhora tem alguma experiência administrativa?
Administrar a delegacia com todas as suas dificuldades tendo que saber negociar com os órgãos estaduais e municipais requer uma grande capacidade administrativa, pois são problemas diários. Também fiquei como delegada responsável pela cadeia municipal e vocês devem imaginar o quanto isso requer de competência de negociação. Depois que me aposentei fui convidada pelo Prefeito para assumir à Coordenação do CRAM (Centro de Referencia de Atendimento à Mulher), que por sinal foi o primeiro requerimento que fiz como vereadora. Hoje ele é uma realidade dando suporte e empoderamento à mulher que sofreu violência doméstica. Considero-me uma excelente administradora.
5ª Em sua opinião, quais as maiores necessidades do município?
Barretos evoluiu muito nos últimos anos, temos ganhos significativos nas áreas da saúde, educação, infraestrutura, iluminação; mas necessitamos dar continuidade a estas melhorias e amplia-las. Por outro lado, o crescimento da cidade gerou novas necessidades. Uma delas é a implantação de uma escola e uma UBS no bairro Vida Nova, levar iluminação eficiente para todos os bairros da cidade e dar infraestrutura de lazer a população. Garantir o acesso entre os bairros com ruas recapeadas e iluminadas. Mas, de uma coisa podem ter certeza, as necessidades nunca acabam, vamos resolver uma hoje e surgirão duas amanhã. O nome disso é progresso.
6ª Qual seria o melhor plano para atrair empregos para Barretos?
Essa pergunta merece ser dividida em duas partes: A 1ª para o ano de 2021, que é quando teremos que trabalhar para recuperar o nosso comércio e serviços que foram duramente castigados pela quarentena. Eles tiveram que demitir muitos barretenses e precisamos reaver essas vagas criando condições de reativar esses estabelecimentos. A 2ª é uma estratégia para os próximos anos. Necessitamos incentivar o barretense a consumir mais em sua própria cidade. Existe um preconceito contra o comércio da cidade e isso prejudica a todos. Cada compra que é realizada fora de Barretos diminui a probabilidade de crescimento do nosso comércio e, portanto, da geração de empregos. Precisamos, também, profissionalizar a mão de obra local para que o cidadão barretense consiga uma melhor colocação no mercado de trabalho.
Vejam, vamos nos tornar uma estância turística, o que irá gerar uma procura grande por bons profissionais como, recepcionistas, cozinheiros, motoristas e assim uma série enorme de profissões. Necessitamos capacitar a população com cursos e treinamentos.
7ª Qual seu diferencial em relação a qualquer candidato?
Vou deixar a modéstia de lado e afirmar que sem dúvida alguma minha empatia com as pessoas é um ponto de destaque. Sei conversar e principalmente entender todas as pessoas.
Tenho certeza que faz parte de minha educação e do meu caráter ver sempre o melhor das pessoas. Barretos merece ser administrada por alguém que sabe agregar e que tem história como conciliadora.
Estamos cansados de pessoas que baseiam seu protagonismo na crítica, na destruição e na incapacidade de elogiar e contribuir com o crescimento.
Vou promover uma grande união de todas as vertentes políticas, econômicas e sociais da cidade para podermos viver a harmonia que constrói o desenvolvimento.

Compartilhe: