Ir para o conteúdo

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Notícias

Desentendimento e agressão entre comerciante e vigilante, termina em ocorrência policial

O comerciante V.R.S., 55 anos, morador no bairro Ortega, esteve na delegacia informando que por volta das 19h30, ele foi com sua namorada a um hipermercado de Barretos e, de acordo com sua versão, no local eles foram barrados por seguranças que alegaram que eles não poderiam adentrar juntos ao estabelecimento.
O comerciante então insistiu, tentando explicar que ele e a namorada não moram juntos, e que podiam entrar no supermercado por não estarem morando na mesma residência.
Desta forma, foi gerada uma discussão e então o vigilante, identificado como R.A.S., o agrediu com um tapa no rosto enquanto que um outro vigilante deferiu-lhe um chute que lhe atingiu o tornozelo direito, tendo outro segurança, que veio pelas costas, deferindo-lhe um chute que lhe atingiu a coxa esquerda, contudo, sem lesão aparente.
Ainda de acordo com o comerciante, com a queda, uma vez que o jogaram ao chão, seu celular e seu óculos de grau quebraram, vindo a informar no final que viu na rede social Facebook, que uma senhora de nome “Ana Ferreira” postou que viu toda a cena, contudo, não a conhece entretanto, não gostou de sua postagem.
Já em seu registro policial, o segurança R.A.S., informou que estava no hipermercado, onde exerce a função de vigilante, ocasião em que surgiu um casal com a intenção de adentrar ao supermercado, e então eles foram orientados e advertidos de que somente um dos dois poderia adentrar ao local como regulamenta o decreto estadual.
Ainda de acordo com o vigilante, após uma demonstração de irritação por parte do autor, pelo fato de que não lhe foram entregues dois cartões de controle de entrada, este lhe deferiu um “tapa” que lhe atingiu o rosto, contudo, sem lesão, e, em seguida, totalmente descontrolado, começou a chamá-lo de “negro” e “macaco”, além de ameaçá-lo de morte.
Os dois acabaram por entrar em luta corporal, sendo contido por populares.
As duas versões foram registradas e encaminhadas ao setor competente.

Compartilhe: