terça-feira, 07 de julho de 2020

Notícias

Dentista tem quase 3 mil desviados indevidamente de sua conta bancária

Na delegacia esteve a vítima R.M.A., dentista, 42 anos, noticiando que possui uma conta bancária e no dia anterior ao registro da ocorrência, ao consultar seu saldo pelo aplicativo, não conseguiu acessá-lo, aparecendo “senha inválida”.
A vítima então foi até o banco e constatou que no dia 22 de maio, havia sido realizado um TEV, no valor de R$ 650,00 para uma conta em nome de “Richard Almeida”, bem como o pagamento de cinco multas de trânsito, no valor total de R$732.59, referente a um veículo com placas de São
Paulo e pagamento do IPVA no valor R$ 1.439.88, referente ao mesmo veículo.
A vítima procurou a operadora de seu celular e foi informado que havia sido solicitado a suspensão dos serviços do número de seu celular por roubo/furto, sendo esclarecido que ele não fez o TEV e não efetuou os pagamentos de multas, IPVA e pedido de suspensão de serviços do celular.
O caso foi encaminhado ao setor de investigação.

Compartilhe: