Ir para o conteúdo

segunda-feira, 17 de junho de 2024

Notícias

Delegado diz que investigado por lavagem de dinheiro e agiotagem em Colina usava de violência com devedores

A Polícia Civil de Colina acredita que os alvos da operação Heres, desencadeada nesta sexta-feira (27), agiam com violência para cobrar pessoas que pediam dinheiro emprestado. Eles são investigados por lavagem de dinheiro e agiotagem, mas podem estar envolvidos em outros crimes.

“Chegou pra gente aqui, de maneira informal, alguns relatos. E isso até se justifica e pode ser comprovado pelo uso das armas, aparentemente, até então, regulares, porém, podem ter sido utilizadas para empreender um meio mais coercitivo para o recebimento dos valores”, diz o delegado Gustavo Rodrigo Lopes Coelho.

A ação cumpriu quatro mandados de busca e apreensão de quatro carros de luxo, alguns deles avaliados em cerca de R$ 1 milhão, sete motocicletas, um jet ski, três tratores, além de oito armas e centenas de munição.

Ainda segundo o delegado, as investigações podem apontar para outros crimes além de agiotagem e lavagem de dinheiro, principalmente por conta da munição e das armas apreendidas.

Compartilhe: