quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Notícias

Criança de 1 anos e dois meses morre após atropelamento na Rodovia Brigadeiro Faria Lima

Uma criança de um ano e dois meses de idade, identificada como Maysa Batista Soares, que morava na cidade de Planura, Minas Gerais, morreu vítima de atropelamento na Rodovia Brigadeiro Faria Lima, local onde ela estava em companhia de sua mãe e avó.
Segundo consta, os Policiais Militares Rodoviários, cabos Gazeta e Hugo, apresentaram na delegacia de Bebedouro um homem de 52 anos, comerciante, que seria o motorista do veículo que atropelou as vítimas, sendo então informado que os policiais foram acionados a comparecerem ao KM 379 + 400 metros da Rodovia Brigadeiro Faria Lima, sentido Bebedouro/Barretos, e quando os policiais lá chegaram, se depararam com a criança no colo do médico da equipe de Resgate, já sem vida, bem como o motorista aguardando, no acostamento, sob as marcas de canalização.
Segundo o que se apurou no local, o comerciante conduzia sua caminhonete Ford F 1000, pela Rodovia Armando Sales de Oliveira, com destino a sua residência, um condomínio de chácaras nas proximidades, quando após realizar o trevo e adentrar a Rodovia Brigadeiro Faria Lima, sentido a Barretos, ao invés de acessar a pista até a entrada para as chácaras, ele continuou trafegando de forma ilegal pelo acostamento, sob as marcas de canalização, ou seja, marcas existentes no acostamento justamente para evitar que veículos transitem por aquele local. Omotorista atropelou as vítimas Maysa Batista Soares e sua mãe, Lucimara Batista Dias, 25 anos, que aguardavam, juntamente com a testemunha M.N., 39 anos, um ônibus para irem até a cidade de Planura, uma vez que estavam em Bebedouro vendendo panos de prato.
Em decorrência do atropelamento, a criança não resistiu aos ferimentos e morreu no local, enquanto que sua mãe sofreu ferimentos graves, sendo socorrida até a UPA de Bebedouro, na companhia da testemunha, que é sua mãe e avó da criança, e que não sofreu nenhuma lesão, mas ficando em estado de choque.
Foi informado que a senhora Lucimara teve sua perna esquerda fraturada e passou por cirurgia, não tendo o motorista sofrido ferimentos, porém, ele prestou socorro inicial às vítimas, bem como acionou a Equipe de Resgate e os Policiais Militares Rodoviários.
O comerciante foi submetido ao teste do bafômetro, o qual resultou em negativo para a presença de álcool, sendo o caso registrado como Homicídio Culposo na direção de veículo e lesão corporal.

Compartilhe: