Ir para o conteúdo

domingo, 29 de maio de 2022

Notícias

Carroceiro alega ter sido vítima de injuria

O senhor J.P.S., 41 anos, foi até a delegacia e relatou que por volta das 18 horas eles estava recolhendo reciclagem na Rua 12 de Outubro, contudo, ao sair do local a sua égua, que puxava a carroça “empacou”, ocasião em que o senhor J.P.S., tentou acalmar o animal, que estava bastante agitado, porém, o animal passou a subir na calçada e a carroça encostou no muro de uma casa.
Neste momento a proprietária do imóvel saiu até a calçada e, bastante agitada, passou a ofender a vítima o chamando de “nego fedorento, nóia, some daqui”, (sic). A Ronda Municipal compareceu ao local e a vítima alega que também teria sido ofendido por um deles, que o acusou de maus tratos ao animal, tendo a vítima solicitado que a Polícia Militar fosse acionada, porém, foi falado para ele ir embora.
Sentindo-se constrangido pela presença de várias pessoas que teriam presenciado os fatos, a vítima resolveu registrar a ocorrência na delegacia para que os fatos sejam devidamente apurados e os autores responsabilizados, não sabendo ele informar o nome da proprietária do imóvel e do Guarda Municipal.

Compartilhe: