Ir para o conteúdo

segunda-feira, 20 de maio de 2024

Notícias

Câncer de tireoide tem forte sobrediagnóstico em regiões mais ricas, mostra estudo produzido em Barretos

A incidência de câncer de tireoide varia consideravelmente de acordo com o nível socioeconômico dos pacientes e a acessibilidade a exames de rotina.

Por outro lado, as taxas de mortalidade são similares entre as diferentes populações, mostrando que o problema é outro, ou seja, o câncer de tireoide pode estar simplesmente sendo diagnosticado em excesso nas áreas de maior poder aquisitivo, onde a população tipicamente costuma se submeter mais aos chamados “exames preventivos” – exame é diagnóstico, e não prevenção.

Pesquisadores do Hospital de Amor de Barretos e da agência Iarc, ligada à OMS, investigaram a ocorrência geográfica e socioeconômica de câncer nos 18 municípios da região de Barretos entre os anos de 2003 e 2017, e compararam os dados obtidos com informações relativas à capital paulista (2001-2015), onde há alta acessibilidade a exames de função da tireoide, ultrassonografias, ressonâncias magnéticas e tomografias, entre outros exames.

No caso do câncer de tireoide, a discrepância entre as duas regiões foi especialmente marcante: A incidência (o diagnóstico) observada na cidade de São Paulo foi três vezes maior (5,7 na região de Barretos e 15,9 em São Paulo, por 100 mil pessoas/ano). Para comparação, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), em todo o Brasil, a incidência de câncer de tireoide é de 4,8 e, no mundo, esse número é 6,6, conforme a plataforma de estatísticas sobre câncer da Iarc. Assim, 15,9 para São Paulo é um número totalmente fora da curva.

Além disso, na região de Barretos não houve variação significativa de incidência entre pacientes de diferentes níveis socioeconômicos, o que indica uniformidade nas práticas de diagnóstico. Já em São Paulo, quanto mais elevada era a classe social, mais cânceres desse tipo foram detectados (31,6 nas regiões de nível socioeconômico mais alto contra 8,1 nas de mais baixo).

Compartilhe: