Ir para o conteúdo

sábado, 20 de julho de 2024

Notícias

Aumento no custo da cesta básica atinge dez capitais brasileiras em junho

A Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), revelou que o custo médio da cesta básica aumentou em dez das 17 capitais brasileiras analisadas no mês de junho. O levantamento, divulgado nesta quinta-feira (4) em São Paulo, apontou variações significativas nos preços dos alimentos essenciais em diversas regiões do país.

Os maiores aumentos foram registrados no Rio de Janeiro, com alta de 2,22%, seguido por Florianópolis (1,88%), Curitiba (1,81%) e Belo Horizonte (1,18%). Essas capitais apresentaram reajustes consideráveis no custo da cesta básica, impactando diretamente o orçamento das famílias.

Por outro lado, sete capitais apresentaram queda no custo da cesta básica. As maiores reduções foram observadas em Natal (-6,38%) e Recife (-5,75%), onde os consumidores viram um alívio nos preços dos alimentos essenciais.

Entre os principais responsáveis pelo aumento no custo da cesta básica estão o leite integral, cujo preço subiu em 16 das 17 cidades pesquisadas, e o quilo do café em pó. O leite teve variações que foram de 2,80% em Natal a 12,46% em Goiânia, refletindo uma alta generalizada. Já o preço do café em pó aumentou em 15 capitais, com destaques para Natal (10,48%) e Fortaleza (10,30%).

Esses aumentos têm impactado diretamente o poder de compra dos consumidores, especialmente em um cenário econômico ainda desafiador. A variação nos preços dos alimentos essenciais continua a ser um ponto de atenção para as políticas públicas e para o planejamento financeiro das famílias brasileiras, que buscam estratégias para lidar com esses custos crescentes em meio à inflação persistente.

Compartilhe: